Área de Descarga

Novidades e descarga de actualização da versão 2019.a
Descarregar actualização da versão 2019

ÍNDICE

Novos módulos e programas

Novos módulos e programas. Open BIM Suspended Ceilings.

Novos módulos e programas. Open BIM Suspended Ceilings.

Sistemas Open BIM

Open BIM Suspended Ceilings

Open BIM Suspended Ceilings é um programa gratuito concebido para desenhar tetos falsos para qualquer tipo de edifício. Permite gerar o desenho de implantação dos tetos falsos facilitando assim a sua instalação nos vários compartimentos.

O programa permite criar uma biblioteca de tipos de placas, dispõe de uma ferramenta para realizar automaticamente a implantação dos tetos falsos e permite também a sua introdução manual, facilitando assim a introdução de casos com características especiais.

Um aspeto importante ao realizar a implantação dos tetos falsos é a localização de elementos como as luminárias, as saídas e entradas de ar condicionado e as aberturas para o sistema de sprinklers. Como o "Open BIM Suspended Ceilings" está integrado no fluxo de trabalho Open BIM é possível ler as necessidades de aberturas de outros programas incluídos no fluxo de trabalho para as incluir no desenho de implantação final da obra. Esses programas irão ler também o desenho de implantação do teto falso realizado pelo “Open BIM Suspended Ceilings”, o que permitirá visualizar as placas e colocar corretamente os elementos.

"Open BIM Suspended Ceilings" gera também o quadro de materiais dos tetos falsos introduzidos e a sua medição (incluindo o cálculo da percentagem de perdas de placas cortadas e aberturas) permitindo a sua exportação para o formato FIEBDC-3 que poderá depois ser lido por programas de medições e orçamentos.

Open BIM Suspended Ceilings está disponível para descarga na plataforma BIMserver.center.

Brevemente disporá de mais informação sobre este novo programa Open BIM da CYPE.





Novos módulos e programas. Open BIM Suspended Ceilings.    Novos módulos e programas. Open BIM Suspended Ceilings.

Novos módulos e programas. Open BIM Suspended Ceilings.    Novos módulos e programas. Open BIM Suspended Ceilings.

Estruturas

Novos módulos e programas. Lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas.

Novos módulos e programas. Lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas.



Lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas



O módulo do CYPECAD “Lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas” permite realizar o dimensionamento das armaduras passivas das nervuras das lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais in-situ e correspondentes vigas perimetrais, após o cálculo dos esforços dos cabos de pós-tensão (aderentes e não aderentes) cujas características são introduzidas pelo utilizador.


Este módulo permite ao utilizador introduzir o traçado dos cabos, as suas características, as cargas de pós-tensão e as percentagens de perdas (instantâneas e diferidas). O programa gera duas hipóteses de pós-tensão (uma com as perdas instantâneas e outra com as perdas totais, instantâneas + diferidas) sobre as quais são consideradas as cargas de desvio produzidas pelo traçado dos cabos.


Durante a fase de cálculo da armadura das lajes fungiformes aligeiradas, e no caso de terem sido definidos cabos aderentes, tem-se em conta a contribuição da capacidade remanescente da armadura ativa, descontando-a para determinar a armadura passiva.


A funcionalidade das ferramentas de introdução e edição de linhas de flexão e cabos são comuns ao módulo de Lajes pós-tensionadas para edifícios.


Para que o CYPECAD possa realizar os cálculos indicados para lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas é necessário que a licença de utilização inclua o módulo “Lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas”.



Novos módulos e programas. Lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas.    Novos módulos e programas. Lajes fungiformes aligeiradas e unidirecionais pós-tensionadas.


 

 

StruBIM Anchors ACI 318



Novos módulos e programas. StruBIM Anchors ACI 318.


Novos módulos e programas. StruBIM Anchors ACI 318.

StruBIM Anchors ACI 318 é um programa para a verificação de ancoragens a elementos de betão baseado na norma ACI (ACI 318-11 Anexo D ou ACI 318-14 Artigo 17). Verifica ancoragens pré-instaladas do tipo parafuso com cabeça, parafuso em L, parafuso em J e perno com cabeça soldada à placa, e ancoragens pós-instalada tais como ancoragens aderidas, ancoragens com perfuração na sua base, ancoragens de expansão com torção controlada com manga e tipo perno, ancoragens de expansão com deslocamento controlado tipo contínua.

As verificações que StruBIM Anchors ACI 318 realiza são:

  • Resistência do aço à tração
  • Resistência do betão ao arrancamento face a cargas de tração
  • Resistência à extração por deslizamento à tração
  • Resistência ao desprendimento lateral do betão à tração
  • Resistência da aderência da ancoragem à tração
  • Resistência do aço ao esforço transverso
  • Resistência do betão ao arrancamento por esforço transverso
  • Resistência ao desprendimento do betão pela cabeça da ancoragem submetida a esforço transverso.

Esta aplicação está integrada no fluxo de trabalho Open BIM através do standard IFC. Atualmente, o programa exporta ao modelo BIM um ficheiro IFC que inclui as listagens de verificações em formato PDF.

StruBIM Anchors ACI 318 está disponível para descarga na plataforma BIMserver.center.

 

 




Novos módulos e programas. Open BIM Health and safety.


Novos módulos e programas. Open BIM Health and safety.


Novos módulos e programas. Open BIM Health and safety.


Novos módulos e programas. Open BIM Health and safety.

 

 

 

Open BIM Health and safety

Open BIM Health and safety é um programa criado para auxiliar o utilizador na elaboração dos desenhos dos elementos de proteção coletiva para que possam depois ser incluídos no Plano de segurança e saúde. Permite também obter a medição dos elementos introduzidos em formato FIEBDC-3 para ser enviada para programas de medições e orçamentos.

Com o "Open BIM Health and safety" o utilizador pode definir as fases de construção do projeto e incluir, em cada uma delas, os sistemas de proteção coletiva presentes. O programa permite definir os sistemas de proteção coletiva seguintes:

  • Guarda-corpos e suportes
  • Redes verticais e suportes
  • Proteções de aberturas
  • Zonas de armazenamento
  • Cartaz indicativo de riscos
  • Vedação perimetral
  • Escavações
  • Acessos

Open BIM Health and safety está integrado no fluxo de trabalho Open BIM através do standard IFC. Após vincular a obra a um projeto BIM o programa importa os pisos para gerar um desenho das plantas. Em cada desenho das plantas o utilizador deve introduzir os elementos de segurança que deseja incluir na obra.

Para poder utilizar o Open BIM Health and safety é necessário dispor do módulo correspondente que é o mesmo que dá acesso ao módulo "Sistemas de protecção coletiva" do CYPECAD. A licença deve estar atualizada para a versão 2019.a ou posteriores.

Open BIM Health and safety está disponível para descarga na plataforma BIMserver.center.

Brevemente disporá de mais informação sobre este novo programa Open BIM da CYPE.


Novos módulos e programas. Open BIM Health and safety.





MEP

Novos módulos e programas. CYPELEC Switchboard.

Novos módulos e programas. CYPELEC Switchboard.

Novos módulos e programas. CYPELEC Switchboard.

CYPELEC Switchboard

CYPELEC Switchboard foi criado para desenhar os quadros presentes nas instalações elétricas.


Em versões anteriores os programas CYPELEC REBT (Espanha) e CYPELEC NF (França) dispunham das ferramentas para desenhar os quadros nos seus separadores "Cuadros" e "Tableaux", respetivamente. A partir da versão 2019.a, estes separadores foram eliminados dos programas CYPELEC referidos e foram implementados na nova aplicação "CYPELEC Switchboard".


Comparativamente às versões anteriores, presentes nos separadores "Cuadros" e "Tableaux" do CYPELEC REBT e CYPELEC NF, o CYPELEC Switchboard possui a vantagem de estar integrado no fluxo de trabalho Open BIM e permitir a utilização por parte de utilizadores de outros países. Este novo programa pode ser instalado em espanhol, catalão, francês, italiano e português e dispõe de conexão Open BIM com o CYPELEC Core assim como com o CYPELEC REBT e o CYPELEC NF.


Para utilizar o CYPELEC Switchboard, é necessário conectar-se a um modelo BIM criado previamente. O programa importa a geometria do edifício do modelo BIM criada por programas CAD/BIM como IFC Builder, Allplan, Archicad ou Revit através de ficheiros IFC.


Se programas como o CYPELEC Core, CYPELEC NF e CYPELEC REBT incluíram no modelo BIM ficheiros IFC com o esquema unifilar da instalação o CYPELEC Switchboard importará os quadros e subquadros da instalação, juntamente com a aparelhagem de cada um deles (incluindo a definição dos barramentos e ligações ponte). Se nos programas CYPELEC indicados foram localizados os quadros da instalação no separador “Plantas” também será importada a sua posição. Neste caso o projetista apenas deverá definir a caixa que conterá a aparelhagem e posicionar no seu interior a aparelhagem que já terá sido calculada pelo CYPELEC Core, CYPELEC NF ou CYPELEC REBT.


A posição das caixas importadas dos programas CYPELEC está representada na vista 3D por um elemento tridimensional genérico. Quando o utilizador definir no CYPELEC Switchboard as dimensões reais das caixas, estas no coincidirão com o elemento genérico. Os dois elementos serão visíveis na vista 3D e podem ser ativados ou desativados separadamente. No CYPELEC Switchboard também se pode modificar a posição das caixas que tenham sido importadas do modelo BIM.


A conexão Open BIM do "CYPELEC Switchboard" com os programas CYPELEC permite ao projetista agilizar em grande medida o processo de desenho dos quadros elétricos. De qualquer modo o CYPELEC Switchboard permite desenhar as caixas de raiz. Isto é, sem necessidade de existir no modelo BIM informação geométrica do edifício nem informação sobre as aparelhagens calculadas nos programas CYPELEC.


O funcionamento do "CYPELEC Switchboard" é o mesmo que o dos separadores "Cuadros" do CYPELEC REBT e "Tableaux" do CYPELEC NF.


CYPELEC Switchboard está disponível para descarga na plataforma BIMserver.center.


Para poder utilizar o "CYPELEC Switchboard" é necessário dispor do módulo correspondente que é o mesmo que dá acesso ao módulo "Projeto de quadros elétricos" CYPELEC REBT e CYPELEC NF. A licença deve estar atualizada para a versão 2019.a ou posteriores.


Brevemente disporá de mais informação sobre este novo programa Open BIM da CYPE.









Open BIM Lightning

Novos módulos e programas. Open BIM Lightning.

Novos módulos e programas. Open BIM Lightning.

Novos módulos e programas. Open BIM Lightning.

Open BIM Lightning é uma aplicação gratuita concebida para efetuar a modelação 3D dos elementos de uma instalação face ao risco causado pela ação do raio em qualquer tipo de edifício, cumprindo as exigências impostas pelo utilizador.

O programa calcula, verifica e descreve a instalação de segurança incluindo todos os elementos que a compõem: para-raios tipo PDI (com dispositivo ionizante não radioativo), caixas com as respetivas tomadas de terra, ligações com elementos metálicos em fachadas e com conjuntos recetores (antenas), condutores verticais, etc. Gera ainda os documentos e desenhos necessários para justificar a instalação de proteção face à ação do raio.

"Open BIM Lightning" está integrado no fluxo de trabalho Open BIM através do standard IFC. O programa importa a geometria do edifício do modelo BIM (criada por programas CAD/BIM como IFC Builder, Allplan, Archicad ou Revit) e, se foi avaliado o risco da obra com a aplicação "Open BIM CTE SUA 8", é possível obter do modelo BIM o valor da distância ao centro da esfera fictícia, D, que descreve o volume de proteção PDI.

"Open BIM Lightning" exporta ainda para o modelo BIM um ficheiro IFC com o documento justificativo da norma (.pdf). Gera desta forma dois ficheiros 3D (.gltf) independentes que permitem a visualização da instalação de proteção face ao raio, juntamente com as propriedades de cada elemento e o volume de proteção no visor 3D da plataforma BIMserver.center.

Open BIM Lightning está disponível para descarga na plataforma BIMserver.center.

Brevemente disporá de mais informação sobre este novo programa Open BIM da CYPE.


Novos módulos e programas. Open BIM Lightning.


Novos módulos e programas. Open BIM Lightning.    Novos módulos e programas. Open BIM Lightning.

HVAC

CYPETHERM Schematics





Novos módulos e programas. CYPETHERM Schematics.



CYPETHERM Schematics é um programa gratuito concebido para desenhar esquemas de princípio para sistemas de climatização hidráulicos. Os componentes estão representados através de simbologia de acordo com as normas da ASHRAE.

Em versões anteriores, o programa CYPETHERM HVAC é que dispunha antes das ferramentas para desenhar estes esquemas no separador "Esquemas de princípio". A partir da versão 2019.a, estas ferramentas foram removidas do CYPETHERM HVAC e implementadas na nova aplicação "CYPETHERM Schematics". O dimensionamento de tubagens que se realizava no separador "Esquemas de princípio" passa agora a ser realizado no CYPETHERM HVAC.

CYPETHERM Schematics não é apenas uma ferramenta para desenhar esquemas de princípio. Dispõe de importantes vantagens em comparação com programas de desenho convencionais como:

  • Simbologia
    A simbologia das válvulas está de acordo com as normas da ASHRAE, o que evita que o utilizador tenha de realizar os seus próprios desenhos com o risco associado de utilizar representações não normalizadas.
  • Medição
    Todos os elementos são entidades com características associadas, que surgem na medição.
  • Cálculos de equipamentos
    Alguns elementos possuem um cálculo interno no painel de propriedades para ajudar o utilizador a dimensionar o equipamento. Por exemplo, o vaso de expansão, as UTAS (ou unidades de tratamento de ar) e fan-coils genéricos ou as tubagens. Estes cálculos possuem associado um relatório justificativo, onde se detalha o cálculo e a norma associada.

CYPETHERM Schematics está integrado no fluxo de trabalho Open BIM através do standard IFC. Exporta para o modelo BIM a documentação sobre os esquemas de princípio dos equipamentos incluídos.

CYPETHERM Schematics está disponível para descarga na plataforma BIMserver.center.

IFC Builder

Informação dos elementos arquitetónicos no visor 3D do BIMserver.center

A partir da versão 2019.a o IFC Builder inclui dados sobre o modelo geométrico no ficheiro "GLTF" utilizado para apresentar o modelo 3D no visor web da plataforma BIMserver.center. Graças a esta novidade os colaboradores do projeto BIM poderão obter a informação seguinte relativamente aos elementos construtivos da obra:



IFC Builder. Informação dos elementos arquitetónicos no visor 3D do BIMserver.center.

  • Paredes exteriores, paredes interiores, muros de cave, proteções e gradeamentos, pavimentos térreos, lajes entre pisos, coberturas planas e coberturas inclinadas
    • Referência do tipo
    • Espessura
  • Portas, caixilharias exteriores e aberturas envidraçadas
    • Referencia do tipo
    • Largura
    • Altura
  • Claraboias
    • Referência do tipo
  • Edifícios próximos e outros obstáculos
    • Altura

Múltipla instância

Foi implementada a possibilidade de abrir o programa IFC Builder várias vezes de modo simultâneo, com o objetivo de poder trabalhar sobre vários ficheiros ao mesmo tempo. Esta opção já se encontra disponível em outras aplicações da CYPE.

CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos

Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador

CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos. Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador.

Na versão 2019.a do CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos foi implementada a possibilidade de definir aços com limite elástico indicado pelo utilizador. O módulo de elasticidade, o coeficiente de dilatação térmica, a densidade e o módulo de Poisson são definidos internamente pelo programa a partir dos valores próprios do aço. Nas listagens de verificação ELU pode ser consultado o tipo de aço utilizado.

Dependendo da norma selecionada, para além do limite elástico podem ser pedidos dados adicionais para o cálculo das ligações.

A partir dos dados gerais pode-se aceder à biblioteca de aços de utilizador. Os aços laminados ou enformados da biblioteca podem ser atribuídos aos perfis para além dos aços estabelecidos em cada norma.

Os aços definidos pelo utilizador podem ser exportados para serem utilizados em outras obras. Também podem ser selecionados como aços iniciais para a criação de novas obras. A biblioteca é comum aos programas CYPECAD, CYPE 3D ou Gerador de pórticos.

  • No CYPECAD:

    CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos. Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador.    CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos. Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador.


  • No CYPE 3D:

    CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos. Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador.    CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos. Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador.


  • No Gerador de pórticos:

    CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos. Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador.    CYPECAD, CYPE 3D e Gerador de pórticos. Biblioteca de aços para perfis definidos pelo utilizador.

CYPECAD e CYPE 3D

Efeitos da componente sísmica vertical

A partir da versão 2019.a, o CYPECAD e o CYPE 3D permitem ter em conta os efeitos da componente vertical do sismo considerando-os como uma percentagem do efeito gravitacional. De forma opcional, ambos os programas aplicam um coeficiente de modificação ou de ajuste que atua como um multiplicador das cargas permanentes nas combinações de ações sísmicas.

Este coeficiente incrementa o coeficiente parcial relativo às ações permanentes nas combinações sísmicas para condições gravitacionais desfavoráveis e diminui o mesmo para condições gravitacionais favoráveis.







CYPECAD e CYPE 3D. Efeitos da componente sísmica vertical.








Consideração dos efeitos da componente sísmica vertical

Em edifícios é habitual calcular uma estrutura face à ação horizontal do sismo desprezando os efeitos da componente vertical. No entanto, em determinados casos, é recomendável considerar estes efeitos no cálculo.

O CYPECAD e o CYPE 3D aplicam um procedimento alternativo à especificação de espectros para considerar a ação sísmica vertical, incluindo os efeitos da mesma nas combinações sísmicas através de um incremento do efeito da carga permanente. Este incremento toma valores positivos e negativos, pela reversibilidade da ação sísmica, aumentando e diminuindo os efeitos gravitacionais na combinação. Desta forma pretende-se simular os efeitos do movimento vertical do terreno em edifícios, como:

  • A variação do esforço axial nos elementos que resistem à carga vertical
  • A variação da deformação localizada na cabeça de pilares e a flecha no centro do vão em lajes
  • A variação do esforço transverso vertical total transferido entre laje e pilar

O CYPECAD e o CYPE 3D propõem um cálculo simples para este coeficiente de modificação, proporcionando um valor que se adapta ao estabelecido nas normas e que é função da sismicidade do local de estudo selecionado pelo utilizador. Alguns códigos designam-no por "pseudo-aceleração sísmica vertical", no entanto não representa a resposta vertical total, mas sim a parte da mesma que se combina com a resposta horizontal e com os efeitos gravíticos. O valor proposto pelo programa pode ser modificado pelo utilizador uma vez que é possível que ocorram situações diferentes das contempladas habitualmente pelas normas.

No diálogo de dados do sismo, onde o utilizador ativa a consideração dos efeitos da componente sísmica vertical, existe um botão de ajuda que apresenta mais informação sobre o cálculo deste coeficiente de "pseudo-aceleração sísmica vertical".



CYPECAD

Bloqueio de elementos de fundação

A partir da versão 2019.a é possível bloquear as dimensões e a armadura de sapatas, maciços de encabeçamento, vigas de equilíbrio e vigas lintéis para que não sofram alterações durante o processo de dimensionamento da fundação.

No menu “Fundação” dos separadores “Entrada de vigas” e “Resultados” foi implementada a opção “Bloquear dimensões e armaduras”. Se for selecionada o utilizador poderá selecionar os elementos que quer bloquear ou desbloquear. A opção também está disponível na janela de edição de “Elementos de fundação” (sapatas e maciços de encabeçamento) e de “Vigas de equilíbrio e lintéis”.



CYPECAD. Bloqueio de elementos de fundação.    CYPECAD. Bloqueio de elementos de fundação.



CYPECAD. Listagem de distorções de pilares e muros.

Listagem de distorções de pilares e muros

A partir da versão 2019.a a listagem “Distorções de pilares” passa a denominar-se “Distorções de pilares e muros”. Nesta listagem, em versões anteriores só se apresentavam as distorções dos pilares. A partir desta versão passarão a ser apresentadas também as distorções dos muros conectados ao diafragma rígido das plantas.



Elemento desfavorável nas tabelas de valores máximos da listagem de distorções

As tabelas de valores máximos da listagem “Distorções de pilares e muros” incluem, a partir da versão 2019.a, o elemento desfavorável que provocou o referido valor.











CYPECAD. Quantidades de obra.    CYPECAD. Quantidades de armadura por diâmetro.







Elementos de fundação em listagens de “Quantidades de obra” e “Quantidades de armadura por diâmetro”

A partir da versão 2019.a incluem-se na listagem “Quantidades de obra” e “Quantidades de armadura, por diâmetro” os elementos de fundação.













CYPECAD. Resumo por grupos em quantidades de armadura, por diâmetro.

Resumo por grupos em quantidades de armadura, por diâmetro

A partir da versão 2019.a a listagem “Quantidades de armadura, por diâmetro” pode apresentar o resumo por grupos de armaduras, por diâmetro.


CYPECAD. Resumo por grupos em quantidades de armadura, por diâmetro.



Mover pilares conectados a vigas e introdução de pilares novos


CYPECAD. Mover pilares conectados a vigas e introdução de pilares novos.

Desde a versão 2018.h quando se move um pilar que está conectado com vigas em alguma planta as vigas não se movem automaticamente com o pilar. Também não se refazem automaticamente as vigas quando se introduz um pilar novo que interceta vigas já existentes. Por este motivo é necessário refazer manualmente os encontros entre pilares e vigas quando se adicionam ou se movem pilares.

A partir da versão 2019.a o programa realiza uma pergunta, na qual o utilizador pode selecionar entre refazer automaticamente os encontros ou não realizar nenhuma ação automática (para depois refazer manualmente os encontros de vigas com pilares). Dependendo da complexidade, é possível que o programa não seja capaz de resolver automaticamente determinados encontros, apresentando nesse caso resultados não válidos.

Bloqueio de armaduras dos muros de tensão plana

A partir da versão 2019.a a opção "Bloquear armaduras de muros de betão armado" (separador "Resultados" > menu "Vigas/Muros") permite também selecionar e bloquear as armaduras dos muros de tensão plana.

Tecla rápida F6 para ativar o desativar a visibilidade de cargas

Foi implementado o acesso à opção de "Cargas visíveis" através da tecla F6. Esta opção permite ativar ou desativar a visibilidade das cargas.



CYPECAD. Menus "Pilares, paredes e arranques" e "Plantas/Grupos" em janela flutuante.



Menus "Pilares, paredes e arranques" e "Plantas/Grupos" em janela flutuante

Os menus "Pilares, paredes e arranques" e "Plantas/Grupos" do separador "Entrada de pilares" apresenta-se como uma janela flutuante para facilitar o acesso às opções que contém enquanto se trabalha com elas.









Acesso ao menu "Maciços de pilares" desde o separador "Resultados"

O menu Maciços de pilares, acessível em versões anteriores desde o menu “Lajes” do separador "Entrada de vigas", está também disponível a partir da versão 2019.a no menu "L.maciças/Fungif." do separador "Resultados".



CYPECAD. Edição de coeficientes redutores de rigidez à torção para vigas de aço e madeira.

Edição de coeficientes redutores de rigidez à torção para vigas de aço e madeira

Desde versões anteriores é possível definir coeficientes redutores da rigidez à torção para vigas de betão. A partir da versão 2019.a também é possível reduzir a rigidez à torção para vigas de aço e madeira. Estes coeficientes editam-se no diálogo "Coeficientes redutores de rigidez à torção" (menu Obra > Opções gerais > Coeficientes redutores de rigidez à torção).















CYPECAD. Atualização das cargas lineares de elementos construtivos e cabos de pós-tensão.

Atualização das cargas lineares de elementos construtivos e cabos de pós-tensão

Foi implementada a opção "Actualizar as cargas dos elementos construtivos e dos cabos" no meu "Cargas" do separador "Entrada de vigas".

Desde versões anteriores o programa calcula as cargas lineares de elementos construtivos (separador "Entrada de vigas" > menu "Cargas" > opção "Elementos construtivos") e cabos de pós-tensão (separador "Entrada de vigas" > menu "Pós-tensionadas"). Se eram efetuadas alterações nos elementos mencionados, ou em outros relacionados com eles, que pudessem afetar o valor dos pesos próprios o programa não recalculava as suas cargas até que se calculasse a obra, ou até que fossem gerados desenhos ou listagens.

A partir da versão 2019.a, selecionando a nova opção "Actualizar as cargas dos elementos construtivos e dos cabos", o programa recalcula as cargas mencionadas, o que permite ver os seus valores no ecrã após efetuar alterações, sem necessidade de calcular ou gerar desenhos ou listagens.

Peso próprio nulo em lajes de madeira

É agora possível atribuir um valor nulo ao peso próprio de lajes de madeira.



CYPECAD. Quadro de pilares desagrupado.



Quadro de pilares desagrupado

A partir da versão 2019.a é possível mostrar o Quadro de pilares mantendo os agrupamentos de pilares definidos em "Resultados" ou desagrupando todos os pilares, mostrando neste caso cada pilar numa coluna do quadro.















CYPELEC Core. Seleção de cabos de calibre americano AWG.  CYPELEC Core. Seleção de cabos de calibre americano AWG.

CYPELEC Core. Seleção de cabos de calibre americano AWG.

CYPELEC Core

Seleção de cabos de calibre americano AWG

Na versão 2019.a do CYPELEC Core foi adicionada a opção de selecionar cabos de calibre americano AWG (American Wire Gauge).

A seleção destes cabos realiza-se no diálogo “Cabos” (botão “Configuração” da barra de ferramentas > secção “Biblioteca de elementos > botão “Cabos”), onde é possível selecionar, para além dos cabos disponíveis em versões anteriores, os calibres 18 AWG até ao 2000 AWG.

Ao ativar a seleção dos cabos AWG permite-se a sua seleção nos painéis de edição de linhas.

O painel adapta-se ao tipo de cabo selecionado IEC ou AWG, no que se refere aos parâmetros que definem o cabo, ao tipo de canalização e ao método de instalação.

As verificações também se adaptam à seleção do cabo AWG. Por exemplo, a verificação da intensidade máxima admissível altera-se para a verificação da ampacidade do cabo de acordo com a norma americana NEC (National Electrical Code).

Como a partir desta versão é possível trabalhar na mesma instalação elétrica com cabos em mm2 ou AWG, para distinguir as linhas com cabos IEC ou AWG, os dois tipos desenham-se com cores diferentes. Estas cores podem-se alterar na secção "Apresentação de esquemas" do diálogo "Esquema unifilar" (botão "Esquema unifilar" da seção "Projeto" da barra de ferramentas).



CYPELEC Core. Seleção de cabos de calibre americano AWG.    CYPELEC Core. Seleção de cabos de calibre americano AWG.

CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core

CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core. Verificação da secção do condutor neutro pelo conteúdo de harmónicas.

Verificação da secção do condutor neutro pelo conteúdo de harmónicas

A versão 2019.a do CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core inclui a verificação da secção do neutro devido à possível presença de harmónicas em circuitos trifásicos, de acordo com a norma internacional IEC 60364-5-52, secção 524.2.1.



Uso do poder de corte de proteções anteriores

CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core. Uso do poder de corte de proteções anteriores.



A secção 434.5.1 da norma UNE-HD 60634-4-43, permite utilizar um poder de corte inferior do dispositivo de proteção da zona de carga, se for instalado outro dispositivo de proteção anterior com o poder de corte necessário. É uma solução para aqueles circuitos que partem de quadros elétricos próximos aos transformadores, onde se dá a circunstância de ter que utilizar dispositivos de proteção de pequeno calibre com altos poderes de corte.

A partir da versão 2019.a, CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core contemplam a possibilidade de usar o poder de corte das proteções anteriores nas opções de cálculo. O poder de corte poderá ser o dos fusíveis ou o dos disjuntores em função da seleção.

A listagem de verificação inclui um comentário a respeito no caso de se ter utilizado esta opção.


CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core. Uso do poder de corte de proteções anteriores.





CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core. Ampliação da biblioteca de fusíveis.


Ampliação da biblioteca de fusíveis

Foram adicionados os fusíveis de intensidade nominal 224 A, 355 A, 425 A e 450 A. Por defeito esta seleção encontra-se desativada. Para poder activá-la é necessário aceder ao painel "Configuração" > secção "Biblioteca de elementos" > botão "Fusíveis". Desta forma as novas intensidades estarão disponíveis na edição dos fusíveis.









CYPELEC REBT, CYPELEC NF e CYPELEC Core. Expandir/contrair e procurar linhas no esquema em árvore da instalação.



Expandir/contrair e procurar linhas no esquema em árvore da instalação

No separador "Unifilar" foi adicionada uma barra de ferramentas na parte superior da estrutura em árvore da instalação que permite expandir e contrair o esquema, e permite procurar linhas do esquema unifilar. Ao realizar a procura de uma linha em concreto a linha encontrada assinala-se na estrutura em árvore e marca-se no esquema.









CYPELEC Multiline

Exportação dos desenhos do esquema multifilar para o modelo BIM

A partir da versão 2019.a o CYPELEC Multiline permite exportar para o modelo BIM num ficheiro IFC, os desenhos multifilares da instalação elétrica gerados ou incluídos pelo utilizador. O ficheiro IFC com os desenhos será adicionado aos ficheiros do projeto no BIMserver.center.

CYPELEC Multiline. Exportação dos desenhos do esquema multifilar para o modelo BIM.    CYPELEC Multiline. Exportação dos desenhos do esquema multifilar para o modelo BIM.

CYPETEL Wireless

CYPETEL Wireless. Visualização 3D dos diagramas de radiação dos emissores.



Visualização 3D dos diagramas de radiação dos emissores

Foi adicionada a possibilidade de visualizar em três dimensões o diagrama de radiação das antenas dos emissores. Agora, em cada recetor é possível visualizar para onde se encontra dirigido o diagrama de radiação de cada emissor associado.









Informação dos emissores no visor 3D do BIMserver.center

CYPETEL Wireless. Informação dos emissores no visor 3D do BIMserver.center.

A partir da versão 2019.a o CYPETEL Wireless exporta dados da rede wireless para o ficheiro com a extensão “.GLTF”, utilizado para mostrar o modelo 3D quer no visor integrado do BIMserver.center quer na sua aplicação para dispositivos móveis.

Graças a esta novidade os colaboradores do projeto BIM poderão obter a informação seguinte referente aos emissores introduzidos na obra:

  • Referência do emissor
  • Tipo de emissor
  • Altura de instalação
  • Potencia de emissão




iTCalc

Inclusão opcional de equipamentos no orçamento

Foi adicionado uma nova opção de ativação que permite selecionar se m equipamento, presente nos esquemas, será contabilizado ao gerar o orçamento. Esta opção, que se encontra ativa por defeito, foi adicionada de evitar contabilizar equipamentos que já estejam considerados noutras redes.

CYPELUX, CYPELUX EN, CYPELUX CTE, CYPELUX RECS, CYPELUX HQE e CYPELUX LEED


CYPELUX, CYPELUX EN, CYPELUX CTE, CYPELUX RECS, CYPELUX HQE e CYPELUX LEED. Leitura dos tetos falsos definidos no modelo BIM.

Leitura dos tetos falsos definidos no modelo BIM

Open BIM Suspended Ceilings (novo programa implementado nesta versão) exporta para o modelo BIM a disposição dos tetos falsos da obra. Também nesta versão todos os programas CYPELUX (CYPELUX, CYPELUX EN, CYPELUX CTE CYPELUX RECS, CYPELUX HQE e CYPELUX LEED) podem ler as placas dos tetos falsos e apresenta-las como uma layer das plantas da obra. Deste modo, é possível verificar à primeira vista onde colocar exatamente uma luminária para que não colida com os elementos de sustentação dos tetos falsos.

A visibilidade do teto falso pode ser controlada a partir da opção “Gestão de layers” disponível no menu “Visualização” da barra de ferramentas da aplicação.





CYPESOUND, CYPESOUND CTE, CYPESOUND NRA, CYPESOUND RRAE, CYPESOUND DRAPDE e AcoubatBIM by CYPE

Exportação da documentação do projeto para o modelo BIM

Em todos os programas CYPESOUND (CYPESOUND, CYPESOUND CTE, CYPESOUND NRA, CYPESOUND RRAE e CYPESOUND DRAPDE) e no AcoubatBIM by CYPE, foi implementada a opção de “Exportar” para IFC no grupo “Modelo BIM” da barra de ferramentas. Esta opção permite integrar no projeto BIM as listagens da obra em formato “pdf”. Estas listagens podem ser visualizadas diretamente a partir da plataforma BIMserver.center e a partir das suas aplicações móveis para Android e iOS.

Leitura dos grupos eletrógenos da aplicação "Open BIM Inmesol" como fontes de ruído

A partir da versão 2019a, todos os programas CYPESOUND (CYPESOUND, CYPESOUND CTE, CYPESOUND NRA, CYPESOUND RRAE e CYPESOUND DRAPDE) e AcoubatBIM by CYPE são capazes de ler do modelo BIM os grupos eletrógenos e adicioná-los como fontes de ruído no programa. Durante o processo de importação a aplicação calcula automaticamente os valores dos parâmetros “r” (raio da maior esfera que pode ser inscrita no compartimento) e “D” (fator de direccionalidade da fonte) correspondentes a cada equipamento, em função da posição da fonte e da geometria do edifício.

A introdução destes dispositivos no modelo BIM pode ser realizada através da nova aplicação “Open BIM Inmesol”, disponível na plataforma BIMserver.center.

AcoubatBIM by CYPE



AcoubatBIM by CYPE. Arejadores na biblioteca de janelas e claraboias.



Arejadores na biblioteca de janelas e claraboias

A partir da versão 2019.a o AcoubatBIM by CYPE permite introduzir arejadores diretamente nos tipos de janelas e claraboias definidos na biblioteca da aplicação. Desta forma o utilizador já não tem que incluir no modelo cada arejador de forma independente quando este se instale junto com janelas e claraboias.









AcoubatBIM by CYPE. Análise do ruído de equipamentos através de corredores.

Análise do ruído de equipamentos através de corredores

A partir da versão 2019.a o AcoubatBIM by CYPE tem em conta as transmissões aéreas indiretas através de corredores para avaliar o nível de pressão sonora produzido pelos equipamentos do edifício. Graças a esta melhoria agora é possível analisar o ruído de equipamentos entre dois espaços não adjacentes.

Exportação de documentação para o modelo BIM

Foi implementada a opção “Exportar” para IFC dentro no grupo “Modelo BIM” da barra de ferramentas. Esta opção permite integrar no projeto BIM, em formato “pdf”, as listagens: “Listagem de resultados”, “Características dos materiais” e “Quadro de materiais”. Estas listagens podem ser visualizadas diretamente a partir da plataforma BIMserver.center e a partir das suas aplicações móveis para Android e iOS.

CYPEFIRE Design

CYPEFIRE Design. Requerimento de central de deteção.

Requerimento de central de deteção

A versão 2019.a inclui o requerimento de centrais de deteção sobre as zonas. Funciona como outros requerimentos implementados no programa: introduzindo o artigo e a descrição normativa da exigência, para além de poder editar os limites a partir dos quais se exige este equipamento.

Com este novo requerimento permite-se aos utilizadores a introdução independente de detetores, sistemas de alarme e botoneiras de alarme sem ter introduzido uma central.











CYPEFIRE Design. Cota máxima abaixo da rasante acessível ao público.

Cota máxima abaixo da rasante acessível ao público

A partir da versão 2019.a o CYPEFIRE Design realiza uma nova verificação sobre as zonas: a “Cota máxima abaixo da rasante acessível ao público”.

Com esta verificação é possível editar a altura máxima ascendente que qualquer ocupante que se encontre abaixo da rasante pode percorrer. Da mesma forma que nas restantes verificações, é possível editar o artigo e a descrição da norma.

Esta verificação limita a cota máxima abaixo da rasante acessível ao público. Isto não impede que possam existir outros compartimentos ou pisos abaixo deste limite, no entanto, nesse caso, a sua ocupação deve ser nula.









CYPEFIRE Design. Ocupação máxima admissível.

Ocupação máxima admissível

Em muitos projetos as exigências e verificações indicadas pela regulamentação estão delimitadas por um limite de ocupação.

A partir da versão 2019.a o CYPEFIRE Design permite indicar a ocupação máxima admissível no diálogo "Configuração do edifício (Opções gerais > secção “Ajuste gerais”, botão "Configuração do edifício). O programa calcula qual é a ocupação total e compara-a com o valor introduzido nesta nova opção.

O cálculo é realizado obtendo todas as ocupações dos compartimentos que intervêm no projeto de proteção contra incêndios do modelo BIM.

No diálogo "Configuração do edifício", para além de introduzir o valor da "Ocupação máxima admissível" é possível indicar a norma e a descrição.







Comunicação escada acima e abaixo da rasante

A versão 2019.a inclui uma nova verificação para as escadas: “Permitir a comunicação directa entre pisos acima da rasante e abaixo da rasante” (Opções gerais > secção Verificações> botão Escadas > editar ou criar uma verificação).

Se esta opção for ativa o programa permitirá que uma escada ascendente e uma escada descendente possam partilhar a evacuação, formando um único volume de caixa de escadas.

Se a opção estiver desativada a escada ascendente e a escada descendente não podem partilhar a evacuação e devem estar separadas duas caixas de escadas diferentes, evitando desta forma que o fumo proveniente dos pisos inferiores invada os pisos superiores da obra.

Na imagem pode-se observar duas caixas de escadas diferenciadas. Tal como nas restantes verificações, é possível adicionar o artigo e a descrição regulamentar que permite a comunicação direta.


CYPEFIRE Design. Comunicação escada acima e abaixo da rasante.





CYPEFIRE Design. Dimensionamento.

Dimensionamento

No menu de "Resultados" foi implementada a opção "Dimensionar”.

Em versões anteriores do CYPEFIRE Design, após calcular a obra, o utilizador devia rever e modificar cada uma das vias de evacuação que não cumprisse e no caso de ter de recalcular a ocupação da obra, repetir este processo de uma forma interativa.

Com a opção "Dimensionar" o programa é que modifica automaticamente a largura de todas as vias de evacuação e a largura mínima admissível em função da ocupação que possuem. O utilizador pode bloquear as larguras das vias de evacuação que deseje para que não sejam modificados pelo processo de dimensionamento.







CYPEFIRE Design. Vista 3D.



Vista 3D

A versão 2019.a do CYPEFIRE Design inclui no menu principal do programa o botão "Vista 3D". Esta ferramenta apresenta, numa nova janela, a vista 3D do projeto BIM. Esta vista 3D é a mesma que aparece na zona inferior esquerda do ecrã, no entanto a configuração dos elementos visíveis e a sua perspetiva são independentes em ambas as vistas.





Informação de equipamentos no visor 3D do BIMserver.center

A partir da versão 2019.a o CYPEFIRE Design exporta para o modelo BIM dados sobre os equipamentos utilizados na instalação de proteção contra incêndio, incluindo-os no ficheiro com a extensão “.GLTF” utilizado para mostrar o modelo 3D quer no visor integrado do BIMserver.center quer na sua aplicação para dispositivos móveis.

Graças a esta novidade os colaboradores do projeto BIM poderão obter a informação seguinte referente aos elementos introduzidos na obra:

  • Extintores
    Referência, descrição, altura, tipo e eficiência.
  • Bocas de incêndio armadas
    Referência, descrição e diâmetro.
  • Hidrantes
    Referência, descrição e diâmetro das bocas.
  • Colunas
    Referência, descrição, tipo e diâmetro da válvula de saída.
  • Botoneiras de alarme
    Referência, descrição e altura.
  • Sistemas de alarme
    Referência, descrição e tipo.
  • Sistemas de detecção
    Referência e descrição.

Tipos de projeto ERT (Lieux du travail) para a norma marroquina


CYPEFIRE Design. Tipos de projeto ERT (Lieux du travail) para a norma marroquina.

Na versão 2019.a foi incluído para a norma marroquina “Règlement de sécurité contre les risques d’incendie et de panique dans les constructions” o tipo de projeto ERT (Lieux du travail). Com esta implementação completam-se no programa todos os tipos de projetos incluídos na referida norma.

O tipo de projeto ERT seleciona-se a partir do assistente de importação da norma marroquina que se indica no painel de opções gerais, no qual também se encontram os tipos de projetos “Bâtiment d’habitation”, “Établissement recevant du public” e “Immeubles de grande hauteur” implementados em versões anteriores.

Este tipo de projeto faz referência a todos aqueles edifícios destinados a albergar postos de trabalho com a exceção dos edifícios que podem ser classificados como “Immeubles de grande hauteur” ou como “Établissement recevant du public”.

CYPEFIRE Sprinklers

Diagramas de isovalores com dados de tubagens

CYPEFIRE Sprinklers. Diagramas de isovalores com dados de tubagens.

A partir da nova versão 2019.a o CYPEFIRE Sprinklers inclui uma representação gráfica dos dados calculados através de isovalores desenhados sobre as tubagens da instalação.

A representação de resultados através de isovalores é ativada e configurada no programa mediante duas opções incluídas no menu "Cálculo":

  • Análise gráfica de resultados
    Esta opção ativa a representação gráfica através de isovalores sobre o sistema de sprinklers, o que permite observar os resultados seguintes obtidos pela aplicação:
    • Caudal
    • Velocidade
    • Perdida de carga
    • Comprimento
    • Altura
  • Intervalo de valores para a análise gráfica
    Esta opção permite definir intervalos específicos de estudo para que o programa represente graficamente apenas aqueles valores que se encontrem dentro de cada intervalo.

Esta ferramenta permite aos utilizadores realizar uma análise rápida da instalação de sprinklers. Por exemplo, é possível observar facilmente onde estão a ocorrer as maiores perdas de carga para redimensionar a rede.


CYPEFIRE Sprinklers. Diagramas de isovalores de tubagens no visor 3D do BIMserver.center.

Diagramas de isovalores de tubagens no visor 3D do BIMserver.center

Quando se realiza a exportação a partir do CYPEFIRE Sprinklers para o projecto BIM localizado no BIMserver.center, o ficheiro IFC gerado pode incluir, de modo opcional, vários ficheiros “GLTF” que contêm os diagramas de isovalores de cada resultado (caudal, velocidade, perdas de carga…) na vista 3D.

Isto permite visualizar os isovalores no visor 3D do BIMserver.center, tal como ocorre já em outras aplicações Open BIM, como o CYPETEL Wireless ou o CYPELUX. Estes ficheiros “GLTF” são independentes daquele que já se gerava para a instalação de sprinklers pelo que é possível visualizar cada um deles de forma independente no BIMserver.center.

Informação de equipamentos no visor 3D do BIMserver.center

A partir da versão 2019.a o CYPEFIRE Sprinklers exporta para o modelo BIM dados sobre os elementos utilizados na instalação de proteção contra incêndios através de sprinklers, incluindo-os no ficheiro com a extensão “.GLTF”, utilizado para mostrar o modelo 3D quer no visor integrado do BIMserver.center quer na sua aplicação para dispositivos móveis.

Graças a esta novidade os colaboradores do projeto BIM poderão obter a informação seguinte referente aos elementos introduzidos na obra:

CYPEFIRE Sprinklers. Informação de equipamentos no visor 3D do BIMserver.center.

  • Sprinklers
    Referência, altura, tipo, orientação e factor-K.
  • Tubagens
    Referência, material, diâmetro e rugosidade.
  • Suportes
    Referência, diâmetro e altura
  • Suportes sísmicos
    Referência, ângulo de disposição e carga suportada
  • Depósito
    Referencia e volume


CYPEFIRE Sprinklers. Vista 3D.

Vista 3D

A versão 2019.a do CYPEFIRE Sprinklers inclui no menu principal do programa o botão "Vista 3D". Esta ferramenta apresenta, numa nova janela, a vista 3D do projeto BIM. Esta vista 3D é a mesma que aparece na zona inferior esquerda do ecrã, no entanto a configuração dos elementos visíveis e a sua perspetiva são independentes em ambas as vistas.







Leitura dos tetos falsos definidos no modelo BIM

Open BIM Suspended Ceilings (novo programa implementado nesta versão) exporta para o modelo BIM a disposição dos tetos falsos do projeto. Também nesta versão CYPEFIRE Sprinklers pode ler do modelo BIM as placas dos tetos falsos e mostrá-las como uma layer sobre as plantas da obra.

Graças a esta opção o utilizador pode ver sobre a planta a disposição dos tetos falsos e introduzir a instalação do sistema de sprinklers evitando colisões com os elementos de suporte dos tetos falsos de placas.

A partir do comando Gestão de layers pode-se desativar a visibilidade para que não incomode numa fase de projeto mais avançada.

Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus)

Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus). Bombas de calor para AQS da Daikin.



Bombas de calor para AQS da Daikin

Na secção “Sistemas de AQS” foi implementada a opção "Bomba de calor para AQS", onde o utilizador pode selecionar estre os vários modelos que o fabricante Daikin oferece para este tipo de equipamento.





Ventilação através do sistema de climatização

Alterações necessárias para a implementação da ventilação através dos sistemas de climatização

A versão 2019.a dos programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlusTM (CYPETHERM RECS Plus e CYPETHERM EPlus) permite simular a entrada de ar exterior para a ventilação do edifício através do sistema de climatização. Em versões anteriores considerava-se que o ar necessário para a ventilação do edifício entrava diretamente para os compartimentos.

Dentro de cada Zona, na secção "Ventilação e infiltrações", aparece a nova opção "Tipo de ventilação", onde o utilizador pode selecionar entre:

Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus, e CYPETHERM RECS Plus). Ventilação através do sistema de climatização.

  • Natural
    É a possibilidade que já existia em versões anteriores para contemplar a ventilação natural
  • Mecânica
    Este tipo de ventilação já estava disponível em versões anteriores no CYPETHERM RECS Plus e a partir da versão 2019.a passa a estar também disponível para o CYPETHERM EPlus. A ventilação mecânica permite considerar o consumo dos ventiladores associados a esta função.
  • Através do sistema de climatização
    Este tipo de ventilação é o que se deve selecionar para simular a entrada de ar através do sistema de climatização associado à zona.

A opção “Recuperação de calor” foi retirada da secção "Ventilação e infiltrações” uma vez que a partir da versão 2019.a a recuperação de calor define-se nos sistemas de climatização que podem realizar esta função, permitindo assim otimizar o modelo de cálculo.

Para realizar a ventilação através do sistema de climatização é necessário definir na zona um equipamento que possa realizar esta função. Com este objetivo, na versão 2019.a, foram criadas novas opções nos equipamentos de rendimento constante e nos sistemas de climatização por ar do tipo "Rooftop" e "UTA unizona" . Também foram incluídos os recuperadores de calor como novos equipamentos.

Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus). Ventilação através do sistema de climatização.



Recuperação de calor no equipamento de rendimento constante

Na Unidade terminal do tipo "Equipamento de rendimento constante" foi incluída a opção "Recuperação de calor", que permite simular a troca de energia sensível e latente entre o caudal de ar de insuflação e o de extração. O utilizador define a eficiência desta recuperação. Durante a simulação o equipamento de rendimento constante só recuperará calor quando as condições do ar interior sejam mais favoráveis que as do ar exterior.









Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus). Ventilação através do sistema de climatização.





Tomada de ar exterior nos sistemas de climatização por ar do tipo "Rooftop" e "UTA unizona"

Dentro de "Sistemas de climatização de volume de ar constante", os equipamentos do tipo "Rooftop" e "UTA" de sistema unizona, dispõem da nova opção "Tomada de ar exterior". Se o utilizador ativar esta opção o ar de ventilação das zonas às quais o sistema está conectado será admitido através do mesmo. Estes equipamentos permitem ainda definir funções de recuperação de calor e arrefecimento gratuito (free cooling).






Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus). Ventilação através do sistema de climatização.

Novos equipamentos de climatização: recuperadores de calor unizona e multizona

A partir da versão 2019.a é possível simular recuperadores de calor sensíveis e latentes, com a função de bypass de ar exterior. Foram adicionadas duas versões deste equipamento: como unidade terminar (unizona) e como sistema centralizado (multizona).

Dentro de “Unidades terminais” o utilizador pode selecionar o tipo de equipamento “Recuperador de calor”. Este equipamento será atribuído à zona selecionada.

Dentro de "Sistemas de climatização por ar" foi adicionada uma nova categoria, "Sistema de ventilação centralizado", onde se pode selecionar o equipamento “Recuperador de calor”. Da mesma forma que nos restantes sistemas de climatização por ar este equipamento conecta-se às unidades terminais correspondentes. Dentro de unidades terminais de climatização por ar, o Recuperador de calor é compatível com o Terminal de impulsão de ar.


Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus). Ventilação através do sistema de climatização.    Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus). Ventilação através do sistema de climatização.



Programas CYPETHERM com motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM EPlus e CYPETHERM RECS Plus). Tempo com necessidades de aquecimento e arrefecimento não satisfeitas.









Tempo com necessidades de aquecimento e arrefecimento não satisfeitas

Como resultado da simulação energética do edifício objeto, apresenta-se o número de horas do mês durante as quais os sistemas de climatização não foram capazes de colmatar as cargas de aquecimento e arrefecimento. Este resultado substitui o resultado “Energia de aquecimento e arrefecimento” que se apresentava em versões anteriores.









CYPETHERM HVAC

Remoção do separador "Esquema de princípio"

Em versões anteriores a área de trabalho do CYPETHERM HVAC era composta por dois separadores:

  • Esquemas de princípio
    Onde se desenhavam os elementos necessários para traçar o esquema dos equipamentos que compõem a instalação de climatização e onde se dimensionavam as tubagens dos sistemas de climatização disponíveis e era realizado o cálculo do caudal de ar.
  • Plantas
    Onde se realizavam os restantes cálculos da instalação de climatização, após posicionar todos os elementos que a compunham sobre as plantas do edifício.

A partir da versão 2019.a o separador "Esquemas de princípio" foi removido do CYPETHERM HVAC e passa a ser uma aplicação gratuita, o "CYPETHERM Schematics", que é assim uma ferramenta de desenho para preparar o esquema de princípio da instalação. Os cálculos e verificações que se realizavam no separador “Esquemas de princípio” e os que se realizavam no separador “Plantas” são realizados agora totalmente no CYPETHERM HVAC, onde agora se representa a vista 3D (proveniente do modelo BIM) e as suas plantas (visualização correspondente ao separador “Plantas” das versões anteriores.

Cálculo de sistemas sobre o modelo BIM

CYPETHERM HVAC. Cálculo de sistemas sobre o modelo BIM.

A partir da versão 2019.a, o cálculo de todos os sistemas que compõem a instalação de climatização realiza-se totalmente no CYPETHERM HVAC. O utilizador deve:

  • Posicionar as unidades interiores
  • Conectá-las através de tubagens com a unidade exterior
  • Dimensionar

Com o dimensionamento o CYPETHERM HVAC realiza automaticamente as tarefas seguintes:

  • Verificação de limitações de projeto
  • Correção de potências em função das temperaturas
  • Verificação dos modelos face às cargas térmicas
  • Dimensionamento do modelo da unidade exterior
  • Cálculo do diâmetro de tubagens
  • Geração da listagem de resultados e de medição da instalação.


CYPETHERM HVAC. Altura sobre planta de equipamentos, condutas e tubagens.

Altura sobre planta de equipamentos, condutas e tubagens

Em versões anteriores definia-se a cota de instalação de equipamentos de climatização (VRF, Aerotermia, MultiSplits e Splits), das condutas e das tubagens. A partir da versão 2019.a para indicar ao programa a vota de instalação destes elementos, introduz-se a "altura acima do pavimento" onde se localizam. Este parâmetro aparece em todos os diálogos de introdução dos equipamentos referidos, condutas e tubagens. Desta forma permite-se, por exemplo, desenhar várias redes numa mesma planta sem colisões (por exemplo: condutas de impulsão, de retorno e tubagens).







CYPETHERM HVAC. Tramos verticais de tubagens e condutas.



Tramos verticais de tubagens e condutas

Para introduzir tramos verticais de condutas e tubagens o utilizador deve definir:

  • Altura acima do pavimento inicial
  • A planta inicial (selecionando-a de uma lista)
  • Altura acima do pavimento final
  • A planta final (também a selecionando de uma lista)


CYPETHERM HVAC. Tramos verticais de tubagens e condutas.

Exportação de documentação para o modelo BIM

A documentação gerada pelo programa (cálculos, desenhos e medição) anexam-se opcionalmente e de forma automática quando o utilizador exporta para a plataforma BIMserver.center o modelo BIM do projeto.

CYPETHERM HVAC. Novas bibliotecas de grelhas.





Novas bibliotecas de grelhas

A versão 2019.a do CYPETHERM HVAC inclui três bibliotecas de grelhas (impulsão, retorno e extração) que cobrem uma gama de caudais de 25 a 1806 l/s e onde cada uma pode ser importada de uma única vez para o projeto sobre o qual se está a trabalhar. Todos os elementos que não tenham sido utilizados podem ser eliminados da obra.















CYPETHERM HVAC. Melhoria na colocação de equipamentos.

Melhoria na colocação de equipamentos

A partir da versão 2019.a quando se coloca um equipamento sobre a planta apresenta-se uma linha verde sobre o seu centro. Ao selecioná-la com o rato surge um círculo graduado que permite ao utilizador rodar o equipamento sobre si mesmo. Esta rotação tem uma certa resistência sobre os ângulos retos e a 45º.

Quando se introduz um equipamento aparece ainda um pequeno menu flutuante com umas setas de cor laranja que permite introduzir o equipamento com um determinado ângulo sem necessidade de selecionar a linha verde.





Arquimedes e Controle de obra

Janela de apresentação ou início

Arquimedes e Controle de obra. Janela de apresentação ou início.

A partir da versão 2019.a quando se inicia o Arquimedes surge uma janela de apresentação a partir da qual se pode selecionar o orçamento, banco de preços, área de trabalho ou exemplo que se pretende abrir. Deste modo facilita-se a abertura de uma base de dados (orçamento ou banco de preços) ou o carregamento de uma área de trabalho.

A janela de apresentação surge se não existisse nenhuma base de dados aberta na última vez que se fechou o Arquimedes.

Esta janela apresenta quatro zonas (Orçamentos, Bancos de preços, Áreas de trabalho e Exemplos) e nela mostra-se informação relacionada com os orçamentos, bancos de preços, áreas de trabalho ou exemplos disponíveis.

É possível selecionar várias bases de dados ao mesmo tempo na mesma secção. Para abrir as bases de dados, ou áreas de trabalho, selecionadas basta premir a tecla <ENTER> do teclado.





Arquimedes e Controle de obra. Sistemas de visualização de janelas.

Arquimedes e Controle de obra. Sistemas de visualização de janelas.

Arquimedes e Controle de obra. Sistemas de visualização de janelas.

Sistemas de visualização de janelas

Na versão 2019.a do Arquimedes foi implementada a possibilidade de selecionar dois sistemas de visualização de janelas (Sistemas clássico e Sistema basado em separadores). A ativação de um destes sistemas é realizada a partir da opção “Sistemas de janelas” do menu “Janela”:



  • Sistema clássico
    É o sistema de visualização de janelas que existe desde versões anteriores. Permite organizar as vistas e ventanas das bases de dados abertas em "Cascata", "Mosaico Horizontal" e "Mosaico vertical".


  • Sistema baseado em separadores
    A sua ativação apresenta uma janela com vários separadores, cada uma pertencente a uma das vistas da base de dados.

    Podem-se organizar vários grupos de janelas ("Grupos verticais", "Grupos horizontais" ou "Janelas flutuantes") com uma ou vários separadores. A referida organização é possível faze-la desde:


    • Menu "Janela"


    • Menu contextual de cada separador
      Abre-se quando se preme sobre a seta que aparece quando se posiciona o cursor do rato sobre um separador.


    • Manualmente
      Arrastando cada separador para a posição desejada. Enquanto se arrasta um separador a sua visualização é transparente e no centro da janela onde se encontra surge um esquema que permite posicionar o novo separador numa nova janela, conjuntamente com a janela de proveniência (acima, abaixo, à esquerda ou à direita).






Arquimedes e Controle de obra. Sistemas de visualização de janelas.    Arquimedes e Controle de obra. Sistemas de visualização de janelas.

O sistema de visualização de janelas baseado em separadores facilita a organização das vistas e janelas das bases de dados abertas. As janelas flutuantes deste sistema de visualização podem ainda posicionar-se livremente, incluindo outros monitores que o utilizador possa ter conectados.


Arquimedes e Controle de obra. Sistemas de visualização de janelas.    Arquimedes e Controle de obra. Sistemas de visualização de janelas.

Ampliação da barra de ferramentas de Controle de obra

Arquimedes e Controle de obra. Ampliação da barra de ferramentas de Controle de obra.

Para facilitar o processo de entrada e visualização de dados de controle de obra foram adicionados os botões seguintes () à barra de ferramentas de Controle de obra:

  • Grupos de compras
    Permite criar ou aceder aos grupos de fornecedores. Com esta ferramenta facilita-se o processo de pedido de ofertas, comparações de preços e consequentemente dos contratos a realizar.
  • Fornecimentos da obra
    Apresenta uma lista com todos os unitários utilizados na obra e permite organizá-los em grupos de compras para facilitar a geração posterior de comparativos de compras e contratos.
  • Contratar fornecimentos
    Permite selecionar os fornecimentos da obra que se deseja contratar e preparar os comparativos necessários para decidir a que fornecedores adjudicar as compras.
  • Comparativos de compras
    Apresenta todos os comparativos de preços definidos na obra e permite gerar contratos dos fornecimentos pendentes de contratar.
  • Gerar contratos
    Permite ao programa percorrer todos os comparativos de compras para localizar os fornecimentos que estão ainda pendentes de contratar, mas que já estão adjudicados a um fornecedor, para gerar os respetivos contratos.
  • Contratos da obra
    Apresenta uma lista com todos os contratos existentes na obra atual.

Gerador de preços

Novas unidades de obra

No Gerador de preços de “Obra nova” e de “Reabilitação” para Portugal, foram implementadas as unidades de obra seguintes:

  • SAA (EQUIPAMENTOS FIXOS E SINALIZAÇÃO/APARELHOS SANITÁRIOS/SANITAS BIDÉ):
    • SAA110 (Ud): Sanita bidé de porcelana sanitária, "GEBERIT".
  • SGL (EQUIPAMENTOS FIXOS E SINALIZAÇÃO/TORNEIRAS/PARA LAVATÓRIOS):
    • SGL040 (Ud): Torneira electrónica para lavatório, "GEBERIT".

Novos fabricantes

No Gerador de preços de "Obra nova" e de "Reabilitação" para Portugal foram adicionados os fabricantes seguintes:

  • GEBERIT
    Sistemas sanitários.

Atualização de preços e produtos de fabricantes

Foi atualizada a tabela de preços de produtos da MITSUBISHI HEAVY INDUSTRIES nos Geradores de Preços para "Obra nova" e "Reabilitação".

Voltar à área de descarga da versão 2019

 

CYPE em Portugal · Top - Informática, Lda.
Rua Comendador Santos da Cunha, 304, Ap. 2330 4701-904 Braga- Tel. 253 209 430 - Fax 253 209 439
Av. 5 de Outubro, 72 – 8º C - 1050 – 059 Lisboa - Tel. 21 782 68 10 - Fax 21 782 68 19
Home | Top-Informática | CYPE Ingenieros | Novidades | Produtos | Serviços |
Aviso Legal | Contacte | Sugestões | Subscrição | Noticias | Mapa Web
CYPE Ingenieros, S.A.