• CYPE
  • área de descarga
 
Área de Descarga

Versão 2012

Versão 2012.m completa

No caso de pretender descarregar a versão 2012.m completa, siga as seguintes instruções:

  1. Prima sobre o seguinte ficheiro cype2012m.zip (2.03 GB), tenha em atenção que o tempo de descarga variará em função da velocidade da sua internet.

    Exemplos:
    - Para uma velocidade de Internet de 8 Mbps demora aproximadamente 1h30m;
    - Para uma velocidade de Internet presente nas universidades demora aproximadamente 3h30m;
    - Para uma velocidade de Internet 384 Kbps demora aproximadamente 6h45m.


  2. Após a descarga, descomprima o ficheiro para um local qualquer do seu disco.
  3. Abra a pasta que faz referência ao seu idioma e execute o ícone de arranque da instalação.
  4. Siga as instruções da instalação que lhe vão surgindo.

Caso prefira poderá solicitar o envio por correio da versão completa.

Ao descarregar a versão completa não tem necessidade de instalar os patch’s.

ÍNDICE

 

Melhoramentos em 2012.m (15 de maio 2012)

Actualiza à versão 2012.m

Vigas contínuas (novo programa da v.2012.m)

Vigas contínuas

A versão 2012.m dos programas de CYPE inclui o novo programa Vigas contínuas. Está disponível no grupo de programas Elementos estruturais do menu principal do CYPE. Permite calcular, dimensionar e verificar as vigas contínuas de pórticos, após introduzir a sua geometria e as respectivas cargas.

É possível realizar o cálculo, dimensionamento e verificação de vigas de betão armado, vigas com armadura em treliça, vigas pré-esforçadas, vigas com vinculação ao exterior (contínuas sobre muro), vigas de fundação, vigas de aço laminado e vigas de aço enformado com diferentes secções e disposições de laje.

Este novo programa está completamente disponível para os utilizadores que possuem o módulo base do CYPECAD na sua licença, mais os módulos Vigas metálicas e Lajes e vigas de fundação. Para os utilizadores que não possuam o CYPECAD poderão utilizar o programa Vigas contínuas com a respectiva aquisição do mesmo.

Em breve será disponibilizado informação mais detalhada deste novo programa da CYPE: Norma implementada, introdução de dados, edição de armaduras, dimensionamento, verificação, listagens E.L.U, desenhos...

 

Implementação de normas e melhorias na sua aplicação

Norma sobre acções nas estruturas. Vento

BS EN 1991-1-4:2005 (Reino Unido)

Eurocódigo 1: Acções sobre as Estruturas. Parte 1-4: Acções Gerais - Acções de vento. Documento Nacional de Aplicação para o Reino Unido

Implementada no CYPECAD.

 

Norma sobre acções nas estruturas. Sismo

NSR-10 (Colômbia); RPA 99/v 2003 (Argélia) e RPS 2011 (Marrocos)

NSR-10 (Colômbia): Regulamento Colombiano de Construcción Sismo Resistente (2010).

RPA 99/v 2003 (Argélia): Règles Parasismiques Algériennes RPA 99 / VERSION 2003.

RPS 2011 (Marrocos): Règlement de Construction Parasismique (version révisée 2011).

Estas normas já estavam implementadas em versões anteriores para CYPECAD e Novo Metal 3D com o método de análise dinâmica (modal espectral) proposto por cada uma delas.

A v.2012.m inclui para cada uma delas:

  • Um método de análise estática (força lateral equivalente)
    A selecção do método de análise (dinâmica ou estática) realiza-se mediante a opção Método de análise do quadro de diálogo onde se define a acção sísmica.
  • A correcção por corte basal
    Esta correcção aplica-se ao cálculo sísmico mediante o método de análise dinâmica (modal espectral). No seguinte ponto (Correcção por corte basal) dispõe de mais informação ao respeito.

 

Correcção por corte basal para o cálculo sísmico mediante o método de análise dinâmica

Determinadas normas sísmicas exigem o cumprimento da condição de corte basal mínimo quando se aplica o método dinâmico modal-espectral para o cálculo da acção sísmica. Na versão 2012.l inclui-se esta verificação para as normas SANS 10160-4:2011 (África do sul) e IS 1893 (Part 1): 2002 (Índia). A versão 2012.m inclui também para as normas NSR‑10 (Colômbia), RPA 99/v 2003 (Argélia) e RPS 2011 (Marrocos).

O valor do corte dinâmico total na base (Vd), obtido depois de se realizar combinação modal (CQC), para qualquer das direcções de análise, não pode ser menor que um determinado valor limite. Este valor equivale a uma percentagem (α) do corte na base da estrutura calculado mediante o método estático (Vs). Ou seja, deve cumprir-se a condição Cortante dinámico total en la base

Se não se cumprir a condição de corte basal mínimo, os resultados da análise dinâmica devem ser ajustados mediante o seguinte factor

O ajuste cobre todos os resultados da análise dinâmica, incluindo os deslocamentos, distorções, forças nos pisos, transverso no piso, transverso na base e forças nos elementos.

 

CYPECAD

Exportação de consolas curtas e maciços de encabeçamento de estacas para formato IFC

Na versão 2012.k implementou-se no CYPECAD a exportação para o formato IFC (Industry Foundation Classes) da maior parte dos elementos estruturais dimensionados. Na versão 2012.m, completa-se a exportação incluindo as consolas curtas e os maciços de encabeçamento de estacas.

Portanto, a partir da versão 2012.m, CYPECAD permite exportar para IFC todos os elementos estruturais dimensionados.

No CYPECAD a exportação para IFC realiza-se mediante a opção Exportação em formato IFC (menu Arquivo> Exportar).

 

Arquimedes. Ajuste de um orçamento sem artigos

Arquimedes

Ajuste de um orçamento sem artigos

A versão 2012.m do Arquimedes permite ajustar o valor de um orçamento mesmo sem serem introduzidos artigos, existindo apenas um articulado de capítulos no qual o utilizador tenha introduzido directamente os custos. Em versões anteriores era possível introduzir directamente o custo de um capítulo se este não possuísse artigos, no entanto as funções de ajuste não actuavam sobre ele.

 

Tipo de projecto

Arquimedes.Tipo de projecto

Foi implementada a janela Tipo de projecto (menu Mostrar> Configuração> Tipo de projecto) que permite ao utilizador indicar se o orçamento é Para a administração pública ou De promoção privada. Em versões anteriores era possível indicar o tipo de projecto quando se gerava o Caderno de encargos.

 

Passagens inferiores

Edição de tabelas de armadura para Passagens inferiores

Em versões anteriores, o programa Passagens inferiores disponha de tabelas de armadura internas que não podiam ser configuradas pelo utilizador. A versão 2012.m permite configurar estas tabelas indicando os diâmetros admissíveis e as possíveis separações que podem ter as diferentes armaduras das tabelas para cada um dos elementos que compõem as passagens inferiores:

Passagens inferiores. Edição de tabelas de armadura Passagens inferiores. Edição de tabelas de armadura

 

  • Armadura em módulos
  • Armadura vertical em muros ala
  • Armadura horizontal em muros ala
  • Armadura em sapatas


Passagens inferiores. Edição de tabelas de armadura

Os diâmetros admissíveis e separações entre barras se definem no diálogo Tabelas de armadura (menu Obra> Tabelas de armadura) mediante o botão Botão Edição. A configuração da armadura de cada elemento pode guardar-se em bibliotecas e fazer-se para outras obras mediante as seguintes ferramentas:

  • Botão Exportar Exportar a configuração das tabelas de armadura para utilizá-las em outras obras.
  • Botão Importar Importar uma configuração de tabelas de armadura das exportadas mediante a opção Exportar.
  • Botão tabelas importada por defeito Seleccionar uma configuração de tabelas de armadura das exportadas mediante a opção Exportar, para que seja importada por defeito em obras novas.

Melhoramentos em 2012.l (24 de abril 2012)

Actualiza à versão 2012.l

Avaliação do grau de incomodidade (novo módulo da versão 2012.l)

A versão 2012.l inclui um novo módulo Avaliação do grau de incomodidade inserido no programa Cypevac 3D, tem o objectivo de efectuar o estudo sobre a avaliação do cumprimento do grau de incomodidade sobre terceiros, relativamente ao ruído de equipamentos relacionados com a actividade em licenciamento.

Segundo o artigo 13.º do Regulamento Geral do Ruído (Decreto-Lei n.º 9/2007) a instalação e o exercício de actividades ruidosas permanentes em zonas mistas, nas envolventes das zonas sensíveis ou mistas ou na proximidade dos receptores sensíveis isolados estão sujeitos ao cumprimento dos valores limite fixados no artigo 11.º e ao cumprimento do critério de incomodidade, considerado como a diferença entre o valor do indicador LAeq do ruído ambiente determinado durante a ocorrência do ruído particular da actividade ou actividades em avaliação e o valor do indicador LAeq do ruído residual, diferença que não pode exceder 5 dB(A) no período diurno, 4 dB(A) no período do entardecer e 3 dB(A) no período nocturno, nos termos do anexo I ao presente Regulamento, do qual faz parte integrante.

Imagem CYPE v.2012.l

O programa permite definir os valores de ruído residual nos diversos períodos em ambiente interior e exterior.

Por outro lado, permite introduzir qualquer equipamento, no interior ou exterior do compartimento cuja actividade se destina a licenciamento. Para além da indicação da potência sonora do equipamento, é possível indicar se possui características tonais e impulsivas, e definir o horário de funcionamento.

A nova listagem Avaliação do grau de incomodidade ilustra a formulação utilizada, bem como a justificação do cálculo e respectiva verificação. A mesma pode ser impressa ou exportada para ficheiro em formato TXT, HTML, PDF, RTF e DOCX.

Pormenores construtivos de coberturas planas (novo módulo da versão 2012.l)

Imagem CYPE v.2012.lA versão 2012.l do Gerador de preços e do Gerador de preços de reabilitação inclui pormenores construtivos de Coberturas planas que se adicionam aos Abastecimento e drenagem de águas já existentes.

Na página Pormenores construtivos de coberturas planas, dispõe de mais informação sobre este novo módulo comum aos programas Pormenores construtivos, Gerador de preços, Gerador de preços de reabilitação, Geradores de orçamentos e Arquimedes

Implementação de normas e melhorias na sua aplicação

Norma de betão

ACI 318-11 (USA)

Building Code Requirements for Structural Concrete.

Norma implementada nos programas Contenção periféricaMuros em consola de betão armado e Passagens inferiores.

Em versões anteriores já estava implementada a norma ACI 318M-11 (Metric Building Code Requirements for Structural Concrete) para estes mesmos programas.

IS 456: 2000 (Índia)

Plain and Reinforced Concrete - Code of Practice.

Esta norma já estava implementada desde a versão 2011.h no CYPECAD, Novo Metal 3D e Metal 3D clássico. Na versão 2012.l implementa-se também para os programas Contenção periféricaMuros em consola de betão armado e Passagens inferiores.

Norma sobre acções nas estruturas. Vento

SANS 10160-3:2011 (África do Sul)

South African National Standard 10160-3:2011. Basis of structural design and actions for buildings and industrial structures, Part 3: Wind actions.

Implementada no CYPECAD.

Norma sobre acções nas estruturas. Sismo

SANS 10160-4:2011 (África do Sul)

South African National Standard 10160-4:2011. Basis of structural design and actions for buildings and industrial structures Part 4: Seismic actions and general requirements for building.

Implementada no CYPECAD e no Novo Metal 3D. Foi implementado os métodos de análise Dinâmica (modal espectral) e Estática (força lateral equivalente).

Nesta norma inclui a correcção por corte basal. Determinadas normas sísmicas exigem o cumprimento da condição de corte basal mínimo, quando se aplica o método dinâmico modal-espectral para o cálculo da acção sísmica.

O valor do corte dinâmico total na base (Vd), obtido depois de realizar a combinação modal (CQC), para qualquer das direcções de análise, não pode ser menor que um determinado valor limite. Esse valor equivale a uma percentagem (α) do corte na base da estrutura calculado mediante o método estático (Vs). Ou seja, deve-se cumprir a condição

Se não se cumprir a condição de corte basal mínimo, os resultados da análise dinâmica devem ser ajustados mediante o seguinte factor

O ajuste cobre todos os resultados da análise dinâmica, incluindo os deslocamentos, distorções, forças nos pisos, cortes no piso, corte na base e forças nos elementos.

IS 1893 (Part 1): 2002 (Índia)

Criteria for earthquake resistant design of structures. Part 1 General Provisions and Buildings.

Esta norma já estava implementada no CYPECAD e no Novo Metal 3D. A partir da versão 2012.l, inclui-se a correcção por corte basal do mesmo modo que foi implementado para a norma SANS 10160-4:2011 (África do Sul).

Também a partir da versão 2012.l, a selecção do método de análise (dinâmica ou estática) realiza-se mediante a opção Método de análise do quadro de diálogo onde se define a acção sísmica.

CYPECAD

Centro de massas e centro de rigidez

Imagem CYPE v.2012.l

Desde a versão 2012.i, o CYPECAD representa no ecrã o centro de massas e o centro de rigidez, no caso de se realizar um cálculo com sismo estático. A partir da versão 2012.l, o centro de massas e o centro de rigidez representam-se no ecrã sempre (independentemente de que se calcule com sismo estático, sismo dinâmico ou sem sismo). Recorde que para que estes dois pontos sejam visíveis em cada planta terá de activar a referência Centro de massas e centro de rigidez (menu Grupos> Referências visíveis).

Também desde a versão 2012.i, quando se calcula com a norma de sismo estático IS 1893 (Part 1): 2002 (Section 7.5) (Índia), a listagem Justificação da acção sísmica que gera o programa (menu Arquivo> Imprimir> Listagens da obra) inclui as coordenadas dos centros de massas e centros de rigidez de todas as plantas. A partir da versão 2012.l, o centro de massas e centro de rigidez em cada planta, estão presentes na listagem para todas as normas de sismo com as que calcula o programa, independentemente de ser um cálculo estático ou dinâmico.

Portanto, a partir da versão 2012.l, cada vez que se calcula a estrutura obtém-se as posições do centro de massas e do centro de rigidez em cada planta. Para isso, o programa necessita saber dos valores da fracção de sobrecarga de utilização e a fracção de sobrecarga de neve, que são utilizadas para determinar a massa total do edifício. Estes dois valores são indicados pelo utilizador no quadro de diálogo onde se introduzem os parâmetros que definem a acção sísmica. No caso de não se activar o cálculo sísmico na estrutura, estes dois valores especificam-se mediante a nova opção Centro de massas e centro de rigidez no menu Cálculo. Esta opção do menu Cálculo também está disponível mesmo activando a acção sísmica, mas, no diálogo que aparece só se indica a fracção de sobrecarga de utilização e neve a título informativo e coincide com a que foi introduzida nos dados da acção sísmica (menu Obra> Dados gerais> seleccionar a opção Com acção sísmica> seleccionar a norma de sismo correspondente).

Exportação de escadas para o formato IFC

Desde a versão 2012.k, CYPECAD permite a exportação para o formato IFC (Industry Foundation Classes) de todos os elementos estruturais dimensionados (excepto consolas curtas e escadas). Na versão 2012.l foi implementado a exportação para IFC das escadas.

Recorde que no CYPECAD a exportação para IFC realiza-se mediante a opção IFC (menu Arquivo> Exportar).

Gerador de preços e Gerador de preços de reabilitação

Gerador de preços para Marrocos

Imagem CYPE v.2012.lA versão 2012.l inclui o Gerador de preços para Marrocos, quer de obra nova quer de reabilitação. É possível aceder ao programa a partir do menu geral dos programas de CYPE quando se instala o software em francês (pasta “Installation en français”). Também se pode instalar como programa solto através do instalador "Installer Générateur de prix du Maroc" (pasta “Installation en français> Installer programmes isolés”). A pasta "Installation en français" encontra-se no DVD da versão 2012.l ou na pasta para a qual se descomprima o arquivo de instalação dos programas CYPE (v2012.l) disponível na Área de descarga da página Web.

O Gerador de preços para Marrocos inclui preços compostos para a sua utilização em programas de medições, orçamentos, autos de medição e controle de obra; informação para gerar caderno de encargos relativo às especificações sobre a execução dos trabalhos, a quantificação da manutenção decenal do edifício, memoria gráfica de materiais e análise do ciclo de vida; e informação sobre produtos comerciais.

A codificação dos artigos é similar à do Gerador de preços para França e foram criados tendo em conta o Gerador de preços de França e Espanha. Como sucede com os restantes geradores de preços, o Gerador de preços para Marrocos será actualizado regularmente e serão implementados novos artigos atendendo aos produtos e costumes construtivos de Marrocos, contando para isso com a assessoria de peritos locais.

Com a implementação do Gerador de preços para Marrocos os nossos utilizadores passam a dispor de uma importante ferramenta para projectos realizados para esse país, com a qual podem:

  • Gerar orçamentos de obras com preços compostos ajustados a cada região.
  • Obter automaticamente orçamentos dos elementos estruturais dimensionados no CYPECAD.
  • Gerar vários documentos relacionados com o edifício (caderno de encargos, quantificação da manutenção decenal, análise do ciclo de vida, etc.).

Desde que foi implementado o primeiro Gerador de preços de CYPE, são já quatro os países (Portugal, Espanha, França e Marrocos) que dispõem destas importantes ferramentas.

Imagem CYPE v.2012.l Imagem CYPE v.2012.l Imagem CYPE v.2012.l Imagem CYPE v.2012.l

Pormenores construtivos de coberturas planas

Imagem CYPE v.2012.lA versão 2012.l do Gerador de preços e do Gerador de preços de reabilitação inclui pormenores construtivos de Coberturas planas que se adicionam aos Abastecimento e drenagem de águas já existentes.

Este módulo é comum aos programas Pormenores construtivos, Gerador de preços, Gerador de preços de reabilitação, Geradores de orçamentos e Arquimedes.

Imagem CYPE v.2012.l

Memória gráfica de materiais

Foi implementada a secção Memória gráfica de materiais no menu lateral dos Geradores de preços. Nesta secção apresenta-se uma relação de todos os materiais que dispõem de informação para gerar a Memória gráfica de materiais a partir dos programas Arquimedes ou Geradores de orçamentos.

Na versão 2012.l também se ampliou o número de materiais que dispõem desta informação

Novos artigos

Novos artigos do Gerador de preços de reabilitação

  • 0XA (Trabalhos prévios /Andaimes e equipamentos de elevação/Andaimes)
    • 0XA114: Aluguer de plataforma motorizada "ATES"
    • 0XA115: Aluguer de plataforma suspensa
    • 0XA124: Transporte e remoção de plataforma motorizada "ATES"
    • 0XA125: Transporte e remoção de plataforma suspensa
    • 0XA134: Montagem e desmontagem de plataforma motorizada "ATES"
    • 0XA135: Montagem e desmontagem de plataforma suspensa
  • DIC (Demolições/Instalações/Aquecimento, climatização e A.Q.S.)
    • DIC105: Desmontagem de chaminé estático de cobertura
    • DIC110: Desmontagem de unidade centralizada ar-água de refrigeração ou bomba de calor reversível
    • DIC115: Desmontagem de conduta rectangular
    • DIC120: Desmontagem de conduta circular
    • DIC125: Desmontagem de grelha de distribuição de ar
    • DIC130: Desmontagem de difusor de ar
    • DIC135: Desmontagem de extractor de ar para casa de banho
    • DIC140: Desmontagem de ventilador centrífugo em linha
    • DIC145: Desmontagem de filtro de ar compacto
    • DIC150: Desmontagem de central de regulação e controlo
  • DIE (Demoliciones/Instalaciones/Eléctricas)
    • DIE110: Desmontagem de bateria de condensadores
    • DIE115: Desmontagem de sistema de alimentação ininterrupta (SAI)
    • DIE120: Desmontagem de baterias para sistema de alimentação ininterrupta (SAI)
    • DIE125: Desmontagem de grupo electrógeno
  • ZFF (Reabilitação energética/Envolvente térmica em paredes exteriores /Sistemas ETICS de isolamento exterior de fachadas)
    • ZFF005: Reparação do paramento suporte, para isolamento térmico pelo exterior de fachada a reabilitar

Novos artigos comuns aos dois Geradores

  • EHR (Estruturas/Betão armado/Lajes fungiformes)
    • EHR021: Sistema Basenet "DALIFORMA", de aligeiramento de lajes fungiformes
  • FFD (Fachadas/Alvenarias e revestimentos interiores/Pano interior para revestir em parede meeira)
    • FFD010: Pano interior de parede meeira, de alvenaria de tijolo cerâmico para revestir
    • FFD020: Pano interior de parede meeira, de alvenaria de bloco de betão para revestir
    • FFD030: Pano interior de parede meeira, de alvenaria de tijolo de betão para revestir
  • FFM (Fachadas/ Alvenarias e revestimentos interiores / Pano exterior para revestir em parede meeira)
    • FFM010: Pano exterior de parede meeira, de alvenaria de tijolo cerâmico para revestir
    • FFM020: Pano exterior de parede meeira, de alvenaria de bloco de betão para revestir
    • FFM030: Pano exterior de parede meeira, de alvenaria de bloco de termoargila para revestir
    • FFM040: Pano exterior de parede meeira, de alvenaria de tijolo de betão para revestir
  • FFN (Fachadas/Alvenarias e revestimentos interiores/Pano interior composto em parede meeira)
    • FFN020: Pano interior de parede meeira, de alvenaria de tijolo para revestir, com isolamento integrado
  • FFW (Fachadas/ Alvenarias e revestimentos interiores /Sistemas de revestimentos interiores de placas)
    • FFW075: Sistema Rigidur "PLACO" de revestimento interior autoportante, de placas de gesso laminado, em paredes exteriores
  • ICS (Instalações/Aquecimento, climatização e A.Q.S./Unidades centralizadas de climatização)
    • ICS112: Grupo hidráulico com permutador para circuito de aquecimento
  • IEX (Instalações/Eléctricas/Aparelhagem)
    • IEX050: Disjuntor magneto-térmico
    • IEX060: Interruptor diferencial
    • IEX080: Guarda-motor
    • IEX090: Bloco limitador para guarda-motor
    • IEX100: Telerruptor
    • IEX130: Interruptor crepuscular
    • IEX140: Interruptor horário programável
  • IFD (Instalações/Abastecimento de água/Depósitos/grupos de bombagem)
    • IFD030: Grupo de bombagem para aproveitamento de águas pluviais
  • PSC (Divisões/Estruturas autoportantes/Placas de cimento)
    • PSC020: Sistema "PLACO" de estrutura autoportante de placas de cimento
  • PSY (Divisões/Estruturas autoportantes/Placas de gesso laminado)
    • PSY060: Sistema Rigidur "PLACO" de estrutura autoportante de placas de gesso laminado
  • PTW (Divisões/Paredes divisórias/Sistemas de revestimentos interiores de placas)
    • PTW075: Sistema Rigidur "PLACO" de revestimento interior autoportante, de placas de gesso laminado, em paredes divisórias interiores
  • PTY (Divisões/Paredes divisórias/Sistemas de parede de painéis de gesso)
    • PTY010: Sistema "PANELSYSTEM" de parede de painéis de gesso reforçados com fibra de vidro
  • RSB (Revestimentos/Pavimentos/Bases de pavimentação e grandes acrescentos)
    • RSB050: Soleira seca, sistema Rigidur "PLACO"
  • RSI (Revestimentos/Pavimentos/Sistemas de pavimentos)
    • RSI020: Pavimento industrial polimérico, sistema "BASF Construction Chemical"
    • RSI030: Pavimento sanitário, sistema "BASF Construction Chemical"
    • RSI040: Pavimento de protecção para parque de estacionamento, sistema "BASF Construction Chemical"
  • RSN (Revestimentos/Pavimentos/Contínuos de betão)
    • RSN125: Junta de trabalho ou de betonagem em pavimento contínuo de betão, através de passadores
    • RSN131: Vedação de junta em pavimento contínuo de betão, através de perfil pré-moldado
    • RSN140: Junta de dilatação em pavimento contínuo de betão, através de perfil pré-moldado
  • RTC (Revestimentos/Tecos falsos /Contínuos, de placas de gesso laminado)
    • RTC019: Alçapão para tecto falso contínuo de placas de gesso laminado, sistema "PLACO"
  • RTE (Revestimentos/Tectos falsos/Contínuos, de placas de cimento)
    • RTE018: Tecto falso contínuo de placas de cimento, sistema "PLACO"
  • SVC (Sinalização e equipamento/Vestiários/Cabinas)
    • SVC010: Cabina de painel fenólico HPL
  • USE (Infra-estruturas no logradouro/Tratamento de águas/Estações de tratamento de águas)
    • USE012: Estação depuradora biológica
  • YCA (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Delimitação e protecção de caixas e poços de registro aberta)
    • YCA020: Tampa de madeira para protecção de caixa aberta ou câmara de inspecção aberta
    • YCA025: Guarda-corpos de segurança para protecção de câmara de inspecção aberta
  • YCB (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Delimitação e protecção de bordos de escavação)
    • YCB030: Vedação perimetral de delimitação de escavações abertas
    • YCB040: Passadiço para protecção de passagem de peões sobre valas
    • YCB050: Plataforma para protecção de passagem de veículos sobre valas
    • YCB060: Batente para protecção de camiões durante a descarga em bordos de escavação
    • YCB070: Guarda-corpos de segurança para protecção de bordos de escavação
  • YCC (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de escavação de estacas e paredes moldadas)
    • YCC020: Vedação de delimitação de escavações de estacas ou paredes moldadas
    • YCC030: Entrelaçado metálico para protecção de abertura de escavação de paredes moldadas
    • YCC040: Tampa de madeira para protecção de abertura de escavação de estaca
  • YCD (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de taludes)
    • YCD010: Protecção contra desprendimento da camada superficial do manto vegetal
    • YCD020: Malha de protecção de talude com rede de tripla torção e tela plástica
  • YCE (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de escadas)
    • YCE030: Sistema provisório de protecção de abertura de escada em construção
    • YCE040: Rede vertical de protecção de abertura de escada em construção
  • YCF (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção perimetral de bordos de laje)
    • YCF010: Sistema provisório de protecção de bordo de laje, classe A
    • YCF020: Sistema provisório de protecção de bordo de laje, classe B
    • YCF030: Sistema provisório de protecção de bordo de laje, classe C
    • YCF040: Sistema T de rede de segurança colocada horizontalmente com consolas
    • YCF050: Sistema V de rede de segurança colocada verticalmente com pescante tipo forca
  • YCG (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de grandes aberturas horizontais em estruturas metálicas)
    • YCG010: Sistema S de rede de segurança fixa colocada horizontalmente em naves industriais
  • YCH (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de aberturas horizontais em estruturas)
    • YCH020: Rede horizontal de protecção de pequena abertura de laje
    • YCH030: Estrado de madeira para protecção de pequena abertura horizontal de laje
    • YCH035: Estrado de madeira para protecção de abertura horizontal de ascensor
    • YCH050: Malha electrossoldada para protecção de pequena abertura horizontal de laje
    • YCH060: Sistema S de rede de segurança para protecção de grandes aberturas horizontais de laje
  • YCI (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção durante a execução de lajes)
    • YCI010: Repercussão de sistema anti-quedas por m² de laje
    • YCI020: Rede de protecção sob laje com cofragem não contínua
    • YCI030: Rede de segurança sob laje com cofragem contínua
  • YCJ (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de extremos de armaduras)
    • YCJ010: Tampa de plástico para protecção de extremo de armadura
  • YCK (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de aberturas verticais)
    • YCK010: Rede vertical de protecção dos bordos perimetrais da estrutura
    • YCK020: Protecção de abertura de janela em parede exterior
    • YCK030: Sistema provisório de protecção de abertura frontal de ascensor
  • YCM (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Escadas, palas, passadiços e plataformas)
    • YCM010: Escada fixa provisória
    • YCM020: Pala de protecção do acesso ao edifício
    • YCM025: Pala de protecção perimetral do edifício
    • YCM026: Pala de protecção de passagem pedonal no interior do edifício
    • YCM040: Estrutura de protecção de passagem pedonal sob andaime de fachada
    • YCM045: Estrutura de protecção de passagem pedonal junto a andaime de fachada
    • YCM050: Passadiço pedonal de circulação
    • YCM060: Plataforma em consola para descarga de materiais em piso
    • YCM070: Plataforma de trabalho em consola
  • YCN (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de coberturas inclinadas)
    • YCN010: Passadiço pedonal em consola de protecção perimetral de cobertura
    • YCN020: Passadiço pedonal de circulação em cobertura inclinada
  • YCL (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Linhas e dispositivos de ancoragem)
    • YCL230: Dispositivo de ancoragem encastrado no terreno
  • YCR (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Vedação provisório do terreno)
    • YCR010: Vedação provisória de terreno com malha electrossoldada
    • YCR020: Vedação provisória de terreno com painéis metálicos
    • YCR025: Porta metálica para cerca de painéis metálicos
    • YCR030: Vedação provisória de terreno com cercas amovíveis
    • YCR035: Cerca amovível com porta incorporada
    • YCR040: Vedação provisória de terreno com placas de betão
  • YCS (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção eléctrica)
    • YCS010: Lâmpada portátil
    • YCS020: Quadro eléctrico de obra
    • YCS030: Tomada de terra independente para instalação provisória de obra
  • YCT (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção de zonas de trabalho)
    • YCT010: Biombo de protecção contra projecção de partículas
    • YCT020: Protecção contra o sol de zona de trabalho
    • YCT030: Protecção contra o vento de zona de trabalho
    • YCT040: Protecção contra projecção de partículas incandescentes
  • YCU (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção contra incêndios)
    • YCU010: Extintor
  • YCV (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Protecção contra descargas)
    • YCV010: Conduta de entulho
    • YCV020: Toldo plastificado para cobrimento de contentor
  • YSB (Segurança e saúde/Sinalização provisória de obras/Balizamento)
    • YSB010: Baliza
    • YSB020: Barreira de segurança
    • YSB030: Corrente de delimitação
    • YSB040: Iluminação sequencial
    • YSB050: Fita bicolor
    • YSB060: Cone
    • YSB070: Globo de luz fixa
    • YSB080: Cordão de guirnaldas reflectoras
    • YSB085: Guirnalda luminosa
    • YSB090: Estaca reflectora
    • YSB100: Estaca reflectora
    • YSB110: Pórtico de limitação de altura
    • YSB120: Cone tetrápodo
    • YSB130: Cerca móvel
    • YSB135: Cerca amovível
  • YSH (Segurança e saúde/Sinalização provisória de obras/Sinalização horizontal)
    • YSH010: Marca rodoviária longitudinal
    • YSH020: Marca rodoviária transversal
    • YSH030: Marca rodoviária para setas e inscrições
  • YSM (Segurança e saúde/Sinalização provisória de obras/Sinalização de zonas de trabalho)
    • YSM005: Fita de sinalização com suportes cravados ao terreno
    • YSM010: Rede de sinalização com suportes cravados ao terreno
    • YSM020: Rede de sinalização de zona de risco
  • YSN (Segurança e saúde/Sinalização provisória de obras/Sinalização manual)
    • YSN010: Bandeirola
    • YSN020: Raquete de passagem alternativa
  • YSV (Segurança e saúde/Sinalização provisória de obras/Sinalização vertical)
    • YSV010: Sinal provisório de obra

Actualização de produtos e preços de fabricantes

  • ADEQUA
  • AIRZONE
  • JUNKERS
  • KNAUF INSULATION
  • PLACO
  • URSA
  • UPONOR
  • WILO

Novos Fabricantes

  • SIBER: Sistemas de ventilação
  • FITTINGS ESTÁNDAR: Piso radiante e tubagens de plástico para aquecimento, arrefecimento e abastecimento de água
  • PANELSYSTEM: Painéis de gesso reforçados com fibra de vidro

Arquimedes

Edição do Caderno de encargos do Gerador de Preços

Imagem CYPE v.2012.lEm versões anteriores, o caderno de encargos importado em conjunto com os artigos dos Geradores de preços não podia ser modificado pelo utilizador. A partir da versão 2012.l o Arquimedes permite editar em cada artigo as partes seguintes do caderno de encargos importado dos Geradores de Preços

  • Introdução
  • Condições administrativas
  • Condições técnicas
    • Especificações sobre a Execução dos Trabalhos
      • Prescrições do artigo

Esta edição realiza-se através da criação de dados de utilizador (botão Cria dados de utilizador) ou de dados de obra (botão Cria dados de obra). Se forem criados dados de obra as alterações só têm efeito sobre a obra em causa. Se forem criados dados de utilizador as alterações guardam-se também nos Geradores de preços instalados e ficam disponíveis para novos orçamentos. Neste último caso os dados de utilizador afectam ainda orçamentos já criados se os seus dados forem actualizados (menu Processos> Actualizar preços do Arquimedes).

As alterações realizadas nas secções Introdução, Condições administrativas e Especificações sobre a Execução dos trabalhos são automaticamente estendidas a todos os artigos do orçamento que disponham de dados para o Caderno de encargos do Gerador de preços.

As alterações realizadas sobre a secção Prescrições do artigo só afectam o artigo sobre o qual se realize a modificação, no entanto a alteração tem efeito sobre todos os locais onde o artigo apareça no orçamento.

Existem outras secções do Caderno de encargos importadas a partir do Gerador de Preços que não são modificáveis (Prescrições sobre os materiais, Especificações sobre verificações no edifício finalizado e Especificações sobre as operações de resíduos de construção e demolição).

Configuração de estilos de documentos

Imagem CYPE v.2012.lFoi incluído no Arquimedes a possibilidade de definir os estilos e formatos dos documentos indicados seguidamente (menu Arquivo> Imprimir> Estilos dos documentos):

  • Gestão de resíduos
  • Plano de Controlo de qualidade
  • Memória gráfica de materiais
  • Análise do ciclo de vida

Instalações do edifício. Cypeterm

Identificação das paredes com referência “pilar” a sombreado no ecrã

Imagem CYPE v.2012.lAs paredes nas quais o utilizador coloca na referência “pilar” são identificadas através de uma sombra por forma a permitir ao utilizador aferir a posição destes.

Região ao vento em Sintra e Caminha

É possível definir a região ao vento A ou B em Sintra e Caminha.

Instalações do edifício. Climatização

Unidades exteriores para os sistemas de caudal de refrigerante variável como equipamentos editáveis

Imagem CYPE v.2012.lIncrementou-se o número de equipamentos com a descrição editável (tipo de descrição que se iniciou na versão 2011.a). A versão 2012.l incorpora a possibilidade de incluir as unidades exteriores para os sistemas de caudal de refrigerante variável como equipamentos editáveis (inserido no menu Instalação> Sistemas de caudal de refrigerante variável> Unidade exterior de ar condicionado). A introdução destes equipamentos (editável desde o Gerador de preços) implica agora a selecção das juntas de derivação por parte do utilizador. Nas versões anteriores estas relacionavam-se automaticamente com a unidade exterior. Os restantes elementos e equipamentos que intervém no dimensionamento deste sistema de climatização (unidades interiores, colectores, linhas frigoríficas...) já possuíam descrição editável.

Com a descrição editável, não é apenas possível utilizar elementos e equipamentos do Gerador de preços. O projectista também pode definir os parâmetros de equipamentos de qualquer marca comercial. No entanto, o número de parâmetros necessários para definir um equipamento é bastante elevado. Para evitar este problema, o projectista pode introduzir um equipamento a partir do Gerador de preços, convertê-lo em genérico e modificar os seus parâmetros para transformá-lo no equipamento que deseja utilizar.

Resumindo, o programa permite introduzir equipamentos na instalação a partir de cada um dos seguintes casos:

  • Procedente do Gerador de preços;
  • Introdução manual de equipamentos genéricos;
  • Exportação de parâmetros do Gerador de preços a equipamentos genéricos.

Todos estes equipamentos podem ser armazenados em bibliotecas, para que possam ser utilizados em futuros projectos.
De seguida indicam-se os equipamentos que possuem esta descrição editável:

  • Desde a versão 2011.a
    • Unidade ar-água bomba de calor reversível, para instalação exterior
    • Unidade ar-água bomba de calor reversível, para instalação interior
    • Unidade ar-água de refrigeração, para instalação exterior
    • Unidade ar-água de refrigeração, para instalação interior
    • Unidade ar-água bomba de calor não reversível, para instalação exterior
    • Unidade ar-água bomba de calor não reversível, para instalação interior
    • Unidade compacta agua-ar-água bomba de calor de produção simultânea de água fria e de água quente, sistema de 4 tubos, para instalação exterior
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com distribuição por condutas
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com distribuição por embocaduras tubulares
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com descarga directa
    • Fan-coil de cassete, sistema de dois tubos
    • Fan-coil mural, sistema de dois tubos
    • Fan-coil vertical de solo, sistema de dois tubos
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com distribuição por condutas
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com distribuição por embocaduras tubulares
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com descarga directa
    • Fan-coil de cassete, sistema de quatro tubos
    • Fan-coil vertical de piso, sistema de quatro tubos
    • Caldeira eléctrica para aquecimento
    • Caldeira eléctrica para aquecimento e AQS
    • Caldeira a gasóleo para aquecimento
    • Caldeira a gasóleo para aquecimento e AQS
    • Caldeira a gás para aquecimento
    • Caldeira a gás para aquecimento e AQS
    • Caldeira de biomassa
  • Desde a versão 2011.c
    • Rooftop só frio
    • Rooftop com bomba de calor
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a dois tubos, com bateria de água fria
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a dois tubos, com bateria de água quente
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a quatro tubos, com bateria de água fria e bateria de água quente
    • Climatizadora (UTA) a quatro tubos, com bateria de água fria e bateria de água quente
    • Grupo térmico a gasóleo
    • Grupo térmico a gás
  • Desde a versão 2011.d
    • Radiadores
  • Desde a versão 2011.e
    • Colectores para aquecimento e arrefecimento por pavimento radiante
    • Sistema de aquecimento e arrefecimento por pavimento radiante
  • Desde a versão 2011.h
    • Recuperadores de calor estáticos ar-ar
    • Painéis de chapa de aço
  • Desde a versão 2012.i
    • Emissores eléctricos
    • Sistemas de expansão directa (Splits)
  • Desde a versão 2012.j
    • Ventiladores centrífugos em linha
  • Desde a versão 2012.l
    • Unidades exteriores para os sistemas de caudal de refrigerante variável

Melhorias no módulo Mais 2 processadores

  • O módulo Mais 2 processadores permite utilizar nos programas CYPECAD, Novo Metal 3D e Simulação dinâmica de incêndios o potencial das máquinas com 4 multiprocessadores.
  • A partir da versão 2012.l, este módulo também permite utilizar 6 ou 8 processadores.

Melhoramentos em 2012.k (12 de março 2012)

Actualiza à versão 2012.k

Implementação de normas e melhorias na sua aplicação

Normas de betão

  • Eurocódigo 2 (França)
    NF EN 1992-1-1 :2005/NA: Mars 2007 

    Implementada no CYPECADNovo Metal 3DMetal 3D Clássico, e nos programas de Elementos estruturais: Análise de punçoamentoEscadas, Lajes maciçasConsolas curtasVigas parede. Inclui o Documento Nacional de Aplicação para França. Com a utilização desta norma no CYPECAD, é possível gerar as listagens justificativas de verificações dos Estados Limite Últimos para os pilares de betão armado e utilizar outras ferramentas como o novo editor de pilares e a geração automática das tabelas de armadura para pilares.
  • NTC: 14-01-2008 (Itália)
    Norme tecniche per le costruzioni 

    Esta norma foi implementada na versão 2012.i no Novo Metal 3D e no Metal 3D Clássico. Na versão 2012.k implementou-se também no CYPECAD. Com a utilização desta norma no CYPECAD, é possível gerar as listagens justificativas de verificações dos Estados Limite Últimos para os pilares de betão armado e utilizar outras ferramentas como o novo editor de pilares e a geração automática das tabelas de armadura para pilares.

  • EHE-08 (Espanha)
    Instrucción de hormigón estructural

    Esta norma já estava implementada em todos os programas da CYPE que dimensionam elementos de betão (CYPECADNovo Metal 3DMetal 3D ClássicoElementos estruturaisElementos de contenção e Passagens inferiores) desde a versão 2009.1.e.

    Na versão 2012.k foi implementada a possibilidade de se ter em conta no CYPECAD o comentário do Artigo 44.2.3.4.1 "Armaduras transversales" da EHE-08 publicado pelo Ministerio de Fomento no documento "Modificaciones de los comentarios de los miembros de la Comisión Permanente del Hormigón a la Instrucción de Hormigón Estructural EHE 08 (Octubre 2010)".

    Nesse comentário indica-se:

    No caso de vigas em elementos de edificação com alturas não superiores a 30 cm, a limitação do artigo para a separação transversal entre armaduras transversais  poderia obrigar a colocar em alguns casos ramos adicionais de estribos que não são estritamente necessários. Nesses casos, pode-se aceitar que a separação entre ramos de armaduras transversais cumpra a seguinte condição:

    Imagem CYPE v.2012.k Visto que se trata de um comentário à norma, não é de cumprimento obrigatório, sendo a sua aplicação dependente do critério do projectista. A versão 2012.k do CYPECAD activa esta opção por defeito para obras novas que se iniciem com esta versão. Para obras de versões anteriores que se abram com a 2012.k, a opção não aparece activa por defeito, de modo que os resultados sejam os mesmos que na versão anterior. Em qualquer caso, o utilizador pode activar ou desactivar seleccionando a opção Aplicar a condição do comentário do diálogo Comentários ao artigo 44.2.3.4.1 da norma EHE-08 (menu Obra> Dados gerais> ícone Opções > botão Opções de vigas> Opção Comentários ao artigo 44.2.3.4.1 da norma EHE-08). Recorde que para activar esta opção, deve ter seleccionada a norma EHE-08 no CYPECAD.
  • ACI 318M-11 (USA - Internacional)
    Building Code Requirements for Structural Concrete.

    Esta norma implementou-se na versão 2012.i no programa Passagens inferiores. Na versão 2012.k implementa-se também para os programas Muros em consola de betão armado e Contenção periférica.

Normas sobre acções nas estruturas. Vento

  • NSE2 (Guatemala)
    Normas de Seguridad Estructural de edificaciones y obras de infraestructuras para la República de Guatemala.

    Implementada no CYPECAD.
  • RC80 (Costa Rica)
    Reglamento de construcciones. 

    Implementada no CYPECAD
  • REP-04 (Panamá)
    Reglamento para el diseño estructural en la República de Panamá.

    Implementada no CYPECAD.

Normas sobre acções nas estruturas. Sismo

Imagem CYPE v.2012.k

  • NSR-10 (Colombia)
    Reglamento Colombiano de Construcción Sismo Resistente (2010)

    Esta norma foi implementada na versão 2011.c para o CYPECAD e Novo Metal 3D. Na versão 2011.k implementou-se para ambos os programas o cálculo específico para a Microzonificación Sísmica de Bogotá D.C. Agora, na versão 2012.k implementa-se a Microzonificación Sísmica de Cali.

    Segundo o Reglamento NSR -10, apartado A.2.1.2.1 - Estudios de microzonificación sísmica: “Cuando las autoridades municipales o distritales han aprobado un estudio de microzonificación sísmica, realizado de acuerdo con el alcance que fija la sección A.2.9, el cual contenga recomendaciones para el lugar donde se adelantará la edificación, ya sea por medio de unos efectos de sitio o formas espectrales especiales, se deben utilizar los resultados de ésta, así como los valores del coeficiente de sitio, dados en ella, en vez de los presentados en A.2.4 y A.2.6.”

    No diálogo Norma para o cálculo da acção sísmica correspondente à NSR-10 (menu Obra> Dados Gerais> activar Com acção sísmica> seleccionar Colômbia e NSR-10), foi implementado no ponto Zona sísmica a opção Cali para o qual é possível seleccionar qualquer das suas microzonificações sísmicas. A sua selecção leva à correspondente definição do espectro sísmico de cálculo.
  • Imagem CYPE v.2012.k NTC - 2008 (Italia)
    Norme Tecniche per le Costruzioni (14 gennaio 2008) Paragrafo 3.2 Azione Sismica.

    Esta norma já estava implementada no CYPECAD e no Novo Metal 3D desde a v.2011.e. Na versão 2012.j, facilitou-se a introdução dos parâmetros sísmicos que caracterizam o local (o programa selecciona-os automaticamente quando o utilizador introduz as coordenadas ou o município do local). Agora, na versão 2012.k, além de contemplar o espectro sísmico associado a um período de retorno de 475 anos para a análise da estrutura (desde a implementação da NTC - 2008), considera-se o espectro associado a um período de retorno de 50 anos para a análise dos deslocamentos devidos ao sismo.

CYPECAD

Exportação em formato IFC

Imagem CYPE v.2012.k

CYPECAD permite a exportação para o formato IFC (Industry Foundation Classes) de todos os elementos estruturais dimensionados (excepto consolas curtas e escadas). Deste modo, a informação introduzida e gerada no CYPECAD poderá ler-se nos programas CAD/BIM como Allplan®, Archicad®, Revit® Architecture, etc.

Para realizar a exportação foi implementado no CYPECAD a opção Exportação em formato IFC (Menu Arquivo> Exportar).

Separação transversal entre armaduras transversais (Comentários ao Artigo 44.2.3.4.1 da norma EHE-08)

Imagem CYPE v.2012.k

Na versão 2012.k foi implementada a possibilidade de se ter em conta no CYPECAD o comentário do Artigo 44.2.3.4.1 "Armaduras transversales" da EHE-08 publicado pelo Ministerio de Fomento no documento "Modificaciones de los comentarios de los miembros de la Comisión Permanente del Hormigón a la Instrucción de Hormigón Estructural EHE 08 (Octubre 2010)". Este comentário faz referência à separação transversal entre armaduras transversais de vigas em elementos de edificação com alturas não superiores a 30 cm.

No ponto EHE-08 (Espanha) do ponto Implementação de normas e melhorias na sua aplicação - Normas de betão desta mesma página, dispõe de mais informação sobre esta melhoria.

Instalações do edifício. Cypeterm e Climatização

Novo módulo - Cálculo do factor de redução b (coeficiente tau pela norma EN ISO 13789)

Novo módulo desenvolvido para o cálculo do coeficiente tau (factor b), baseado na metodologia da norma europeia EN ISO 13789 de acordo com o preconizado no RCCTE. Este cálculo é indicado no regulamento como sendo “mais preciso” devendo ser privilegiado em relação a valores convencionais tabelados.

O método de cálculo utilizado contabiliza perdas térmicas superficiais, lineares e pelo pavimento térreo, sendo que neste último caso são calculadas de acordo com a norma EN ISO 13370. São também contabilizadas perdas por ventilação (Rph).

Imagem CYPE v.2012.k

Instalações do edifício. Climatização

Ventiladores centrífugos em linha para extracção e impulsão de ar

Nas versões anteriores, o programa só permitia utilizar os ventiladores centrífugos em linha para a extracção de ar dos compartimentos. A partir da versão 2012.k também se pode utilizar para impulsão de ar do exterior para os compartimentos do edifício.

Instalações do edifício. Electricidade

Configuração do utilizador em quadros individuais e quadros parciais (edição de diferenciais e circuitos)

Imagem CYPE v.2012.k

O programa Electricidade de Instalações do edifício gera automaticamente o esquema unifilar dos quadros individuais e quadros parciais da instalação: estabelece o número de diferenciais necessários em função do número de circuitos pertencentes ao quadro individual ou quadro parcial em função da natureza das suas cargas, prevalecendo sempre o equilíbrio das fases.

A partir da versão 2012.k, o utilizador pode editar os quadros individuais e quadros parciais e configurá-los de modo diferente à solução calculada pelo programa. Isto é possível através da opção Configuração do utilizador da janela de edição do quadro (menu Instalação> Editar> seleccionar o quadro individual ou o quadro parcial pretendido com o botão esquerdo do rato). Esta opção está disponível depois de se ter calculado a obra, a sua activação abre a janela Configuração do quadro/quadro parcial onde é possível modificar a sua configuração relativamente à criação e edição de circuitos, e a distribuição dos mesmos em diferenciais. O programa verificará a compatibilidade das alterações introduzidas depois de aceitar a caixa de diálogo da janela Configuração do quadro/quadro parcial ou após um novo cálculo.

Na janela Configuração do quadro/quadro parcial representa-se o esquema do quadro individual ou quadro parcial seleccionado através de um diagrama em árvore com três ramos ou níveis. No primeiro nível encontra-se o quadro individual ou parcial editado. Seguidamente os diferenciais num segundo nível e de cada um destes diferenciais os seus respectivos circuitos num terceiro nível.

Imagem CYPE v.2012.k

Imagem CYPE v.2012.k

De seguida, descreve-se com pormenor as ferramentas incluídas na janela Configuração do quadro/quadro parcial para a edição dos diferenciais e circuitos do quadro individual ou quadro parcial que se edita:

  • Ferramentas para mover e visualizar o diagrama
    O utilizador pode seleccionar um elemento que deseje do esquema da árvore directamente com o botão esquerdo do rato. Também pode dobrar ou desdobrar cada ramo de primeiro ou segundo nível premindo sobre o símbolo + ou - do respectivo ramo, ou fazer um duplo clique com o botão esquerdo do rato sobre ele. Dispõe das seguintes ferramentas:
    • Atrás Atrás
      Volta para o elemento do esquema que estava seleccionado antes do elemento actual.
    • Adelante À frente
      Volta ao elemento do esquema que estava seleccionado depois de utilizar a opção Atrás Atrás.
    • Em cima Em cima
      Selecciona o elemento do nível imediato superior ao elemento actual.
    • Expandir tudo Expandir tudo
      Desdobra todos os ramos.
    • Contraer todo Contrair tudo
      Dobra todos os ramos.
  • Ferramentas para a edição

    • Añadir diferencial o circuito Adicionar diferencial ou circuito
      Adiciona ao quadro individual ou quadro parcial editado um diferencial, se está seleccionado o primeiro nível (Quadro), ou um circuito ao diferencial, se está seleccionado o segundo nível (Diferenciais) ou o terceiro nível (Circuitos).
    • Borrar diferencial o circuito Apagar diferencial ou circuito
      Elimina o elemento que se encontra seleccionado (Diferencial ou Circuito). Esta ferramenta não se activa se está seleccionado o primeiro nível (Quadro).
    • Copiar diferencial o circuito Copiar diferencial ou circuito
      Duplica o diferencial ou o circuito seleccionado.
    • CYPE v.2012.k. Clique para ampliar a imagemEditar circuito Editar circuito
      Esta ferramenta só está activa se estiver seleccionado algum dos circuitos do quadro (terceiro nível). Permite editar um circuito através de uma janela onde é possível modificar:

      • Referência do circuito
      • Tipo de circuito
      • Tipo de cabo
        Activando a opção Utilizador é possível seleccionar outro tipo diferente ao calculado.
      • Secção do cabo
        Activando a opção Utilizador é possível seleccionar outra secção de cabo diferente à calculada.

      Também é possível editar um circuito realizando um duplo clique sobre o circuito desejado.

    • Subir circuito o diferencial Mover para cima diferencial ou circuito
      Move o diferencial ou circuito seleccionado para a posição anterior no esquema em árvore. Se o que se move é um diferencial, o programa muda a numeração da referência de modo a que se visualize sempre uma numeração ordenada no esquema em árvore. Um circuito pode mover-se até passar a formar parte do diferencial anterior.
    • Bajar diferencial o circuito Mover para baixo diferencial ou circuito
      Move o diferencial ou circuito seleccionado para a posição posterior no esquema em árvore. Se o que se move é um diferencial, o programa muda a numeração da referência de modo a que se visualize sempre uma numeração ordenada no esquema em árvore. Um circuito pode mover-se até passar a formar parte do diferencial seguinte.
    • Buscar Procurar
      Abre uma janela que inclui uma tabela onde se representam todas as referências dos diferenciais e circuitos do quadro. Nesta janela pode-se introduzir um texto para visualizar somente os diferenciais ou circuitos cuja referência contém um determinado texto. Se se fizer um duplo clique sobre um elemento da dita tabela, a janela Procurar fecha-se e visualiza-se de novo a janela Configuração do quadro/quadro parcial, onde estará seleccionado o diferencial ou circuito sobre o qual se fez o duplo clique.

Modificar cargas de circuito

Imagem CYPE v.2012.k

Desde as versões anteriores, que existem dois procedimentos para atribuir as cargas aos circuitos:

  • Procedimento automático
    O utilizador dispõe das cargas eléctricas soltas (sem nenhuma canalização que as una) e é o programa que cria os circuitos dependendo da atribuição de compartimentos e das diferentes unidades de utilização definidas também pelo utilizador (menu Unidades de utilização).
  • Procedimento manual
    O utilizador conecta as cargas que dispôs na canalização e une-as a quadros individuais ou parciais. O programa gera os circuitos eléctricos dependendo da anterior distribuição e respeitando a natureza das cargas.

A partir da versão 2012.k, o utilizador pode editar qualquer carga do circuito e atribui-la a outro circuito do mesmo quadro que seja compatível com a sua natureza. Isto é possível através da opção Utilizador da janela de edição da carga (menu Instalação> Editar> Seleccionar a carga com o botão esquerdo do rato).

Na versão 2012.e implementou-se o menu Circuitos para editar referências de novos circuitos e para atribuir cargas a novos circuitos. Na versão 2012.k eliminou-se este menu, uma vez que as possibilidades oferecidas foram superadas com as opções de edição de quadros e edição de cargas implementadas na versão 2012.k.

Melhoramentos em 2012.j (21 de fevereiro 2012)

Actualiza à versão 2012.j

ÍNDICE

Implementação de normas e melhorias na sua aplicação

Norma sobre acções nas estruturas. Vento

  • CHOC-04 (Honduras)
    Código Hondureño de la Construcción. Normas Técnicas Complementarias. XII. Cargas y Fuerzas Estructurales. Diseño por Viento.

    Implementada no CYPECAD.

Norma sobre acções nas estruturas. Sismo

Imagem CYPE v.2012.i

  • NTC - 2008 (Italia)
    Norme Tecniche per le Costruzioni (14 gennaio 2008) Paragrafo 3.2 Azione Sismica.

    Esta norma já estava implementada no CYPECAD e no Novo Metal 3D desde a v.2011.e. Agora facilitou-se a introdução dos parâmetros sísmicos que caracterizam o local. O utilizador pode indicar as coordenadas geográficas ou o município do local da obra, e o programa introduz automaticamente os seus parâmetros sísmicos (aceleração, factor de amplificação e período de início).

CYPECAD

Atribuir dados do terreno a vigas de fundação e lajes de fundação

Implementou-se a opção Atribuir dados do terreno (separador Entrada de vigas> menu Vigas/Muros) que permite definir o módulo de winkler e as tensões admissíveis do terreno nas vigas de fundação e lajes de fundação que foram previamente introduzidas, sem necessidade de editar estes elementos de fundação.

A selecção desta opção abre a janela Atribuir dados do terreno. Introduzem-se as características do terreno para atribuí-las a vigas e lajes de fundação mediante três opções:

Imagem CYPE v.2012.i

  • Botão Atribuir
    Encerra a janela e permite atribuir os dados do terreno introduzidos às lajes e vigas de fundação que se seleccionem com o botão esquerdo do rato, elemento a elemento ou mediante janela de selecção.
  • Botão Atribuir todos
    Encerra a janela e permite atribuir os dados do terreno introduzidos a todas as lajes e vigas de fundação que foram introduzidas na planta actual.
  • Botão Copiar de
    Encerra a janela e permite copiar os dados do terreno da laje ou viga de fundação que seleccione com o botão esquerdo do rato. Após esta selecção, aparece de novo o diálogo Atribuir dados do terreno com os dados da viga ou laje de fundação seleccionada. Isto permite atribuir a outras vigas ou lajes de fundação mediante os botões Atribuir ou Atribuir todos.

Imagem CYPE v.2012.i

A opção Atribuir dados do terreno (separador Entrada de vigas> menu Vigas/Muros) estará desactivada se na planta actual não existir nenhuma laje ou viga de fundação.

Atribuir dados a consolas curtas

Implementou-se a opção Atribuir dados a consolas curtas (separador Entrada de vigas> menu Vigas/Muros> opção Consolas curtas). Esta opção abre uma janela com o mesmo nome onde se podem definir os materiais, a geometria e a armadura de uma consola curta para atribuir (mediante o botão Atribuir) a qualquer consola curta que se tenha introduzido.

As características das consolas curtas que se indicam neste diálogo, também se podem copiar de outra consola existente mediante o botão Copiar de.

Verificações de pilares de betão de secção inferior a 19 cm com a norma NBR 6118:2007 (Brasil)

Implementaram-se as verificações que a norma brasileira NBR 6118:2007 especifica para pilares de betão cuja secção transversal tenha alguma dimensão compreendida entre 19 e 12 cm. Estas verificações aparecem nas listagens de verificações de estados limite últimos de pilares de betão

Arquimedes

Converter texto em maiúsculas/minúsculas

Implementou-se três novas opções que permitem converter em maiúsculas ou minúsculas os textos da descrição, do resumo ou das notas do recurso seleccionado na janela Árvore de composição.

Imagem CYPE v.2012.i

Estas opções estão representadas por três botões na barra de ferramentas que se encontra sobre o campo resumo (parte inferior do ecrã) e aparecem quando se selecciona alguma célula da coluna Resumo na janela Árvore de composição. As funções destes botões são:

  • Convierte a mayúsculas Convierte a mayúsculas el texto seleccionado.
  • Convierte a minúsculas Convierte a minúsculas el texto seleccionado.
  • Convierte a mayúsculas la primera letra Modifica el texto seleccionado convirtiendo a mayúsculas la primera letra de cada frase y el resto a minúsculas.

Para os três casos, se não foi seleccionado texto, a conversão aplica-se a todo o conteúdo da janela onde se encontra o cursor (janelas da descrição completa do recurso, do resumo ou das notas). Se o cursor não está situado em nenhum dos textos citados, a conversão aplica-se à descrição completa do conceito.

Instalações do edifício. Elementos construtivos

Descrição editável procedente do Gerador de preços da construção

Imagem CYPE v.2012.i

Desde a versão 2012.j, quando se importam elementos construtivos desde o Gerador de preços, geram-se automaticamente as suas descrições em função das unidades de obra que foram seleccionados.

Estas descrições utilizam-se na listagem dos elementos construtivos.

O programa permite manter a descrição de um elemento construtivo procedente do Gerador de preços quando este se transforma em genérico, de modo que o utilizador pode editá-la para adaptar às suas necessidades.

Instalações do edifício. Climatização

Ventiladores centrífugos em linha como equipamentos editáveis

Incrementou-se o número de equipamentos com descrição editável (tipo de descrição que se iniciou na versão 2011.a). A versão 2012.j incorpora os ventiladores centrífugos em linha (disponíveis no menu Instalação> Sistemas de condução de ar> Ventilador centrífugo em linha). Deste modo, não só é possível utilizar equipamentos do Gerador de preços, como também o projectista pode definir os parâmetros de equipamentos de qualquer marca comercial.
Seguidamente indicam-se os equipamentos que dispõem desta possibilidade:

  • Desde a versão 2011.a
    • Unidade ar-água bomba de calor reversível, para instalação exterior
    • Unidade ar-água bomba de calor reversível, para instalação interior
    • Unidade ar-água de refrigeração, para instalação exterior
    • Unidade ar-água de refrigeração, para instalação interior
    • Unidade ar-água bomba de calor não reversível, para instalação exterior
    • Unidade ar-água bomba de calor não reversível, para instalação interior
    • Unidade compacta agua-ar-água bomba de calor de produção simultânea de água fria e de água quente, sistema de 4 tubos, para instalação exterior
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com distribuição por condutas
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com distribuição por embocaduras tubulares
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com descarga directa
    • Fan-coil de cassete, sistema de dois tubos
    • Fan-coil mural, sistema de dois tubos
    • Fan-coil vertical de solo, sistema de dois tubos
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com distribuição por condutas
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com distribuição por embocaduras tubulares
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com descarga directa
    • Fan-coil de cassete, sistema de quatro tubos
    • Fan-coil vertical de piso, sistema de quatro tubos
    • Caldeira eléctrica para aquecimento
    • Caldeira eléctrica para aquecimento e AQS
    • Caldeira a gasóleo para aquecimento
    • Caldeira a gasóleo para aquecimento e AQS
    • Caldeira a gás para aquecimento
    • Caldeira a gás para aquecimento e AQS
    • Caldeira de biomassa
  • Desde a versão 2011.c
    • Rooftop só frio
    • Rooftop com bomba de calor
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a dois tubos, com bateria de água fria
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a dois tubos, com bateria de água quente
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a quatro tubos, com bateria de água fria e bateria de água quente
    • Climatizadora (UTA) a quatro tubos, com bateria de água fria e bateria de água quente
    • Grupo térmico a gasóleo
    • Grupo térmico a gás
  • Desde a versão 2011.d
    • Radiadores
  • Desde a versão 2011.e
    • Colectores para aquecimento e arrefecimento por pavimento radiante
    • Sistema de aquecimento e arrefecimento por pavimento radiante
  • Desde a versão 2011.h
    • Recuperadores de calor estáticos ar-ar
    • Painéis de chapa de aço
  • Desde a versão 2012.i
    • Emissores eléctricos
    • Sistemas de expansão directa (Splits)
  • Desde a versão 2012.j
    • Ventiladores centrífugos em linha

O número de parâmetros necessários para definir um equipamento é bastante elevado. Para evitar este problema o projectista pode introduzir um equipamento a partir do Gerador de preços, converte-lo num genérico e modificar os parâmetros desejados do equipamento que se deseja realmente introduzir.

Imagem CYPE v.2012.i

Portanto, o programa permite introduzir equipamentos na instalação a partir de algum dos seguintes casos:

  • Procedente do Gerador de preços
  • Introdução manual de equipamentos genéricos
  • Exportação de parâmetros do Gerador de preço para equipamentos genéricos

Todos estes equipamentos podem-se armazenar em bibliotecas para que possam ser utilizados mais tarde em outros projetos que se estime oportuno.

Melhoramentos em 2012.i (7 de fevereiro 2012)

Actualiza à versão 2012.i

ÍNDICE

Implementação de normas e melhorias na sua aplicação

Normas sobre acções nas estruturas. Vento

  • Agrupamento de normas de vento por países
    Nos diálogos de selecção de normas de vento no CYPECAD e no Gerador de pórticos, o utilizador selecciona o país e à direita do diálogo selecciona a norma de vento desse país com a qual deseja calcular a obra nos casos em que existem mais de uma norma de vento disponível no programa. Em versões anteriores existia uma relação de todas as normas de vento, cuja descrição indicava o país de cada norma. Este agrupamento foi criado de modo análogo para as normas de sismo na versão 2010.h.

 

Normas sobre acções nas estruturas. Sismo

Imagem CYPE v.2012.i

  • Excentricidade da acção sísmica no sismo estático definido mediante coeficientes por planta
    Foi implementado a possibilidade de se definir excentricidades da carga de sismo em cada planta, quando se utiliza a definição estática da acção de sismo numa estrutura mediante a opção dos coeficientes por planta.

    É possível definir excentricidades positivas e negativas para a acção sísmica segundo o eixo X e o eixo Y em cada planta.

CYPECAD

Cálculo com sismo estático nas obras de CYPECAD com Estruturas 3D integradas

Em versões anteriores à 2012.i não era possível calcular com sismo estático uma estrutura de CYPECAD que inclui-se alguma estrutura 3D integrada, já que as barras destas estruturas não estão agrupadas em plantas. A partir da versão 2012.i, o programa dispõe da opção Atribuir plantas (janela de edição de uma estrutura 3D integrada > menu Barra > Atribuir plantas) que para efeitos de cálculo com sismo estático, permite atribuir as barras de uma estrutura 3D integrada às plantas criadas em CYPECAD. Esta atribuição pode realizar-se de modo automático ou manual:

Imagem CYPE v.2012.i

  • Atribuição automática para todas as barras
    O programa atribui automaticamente todas as barras da estrutura 3D integrada que se está editando às plantas criadas em CYPECAD. Se uma barra coincide aproximadamente com uma das plantas definidas em CYPECAD, o programa atribuirá a essa barra a planta próxima. Se a barra se localiza aproximadamente entre duas plantas, o programa atribui a essa barra as duas plantas, de modo que a massa da barra se divida entre as duas plantas para efeitos de cálculo de sismo estático. A atribuição automática de plantas de qualquer barra pode modificar-se mediante a opção Atribuição manual.

    Após seleccionar a opção o utilizador pode ver a que planta foi atribuída cada barra, através de duas formas:
    • Posicionando o cursor do rato sobre uma barra
      Aparecerá informação na qual, entre outros dados da barra, se informa sobre a planta que foi atribuída à barra. 
    • Fazendo zoom até ver a descrição das barras
      Neste caso se visualizará junto com a descrição de cada barra a planta ou plantas que foram atribuídas em barra. 
  • Atribuição manualImagem CYPE v.2012.i
    O utilizador decide livremente qual a planta das definidas no CYPECAD deseja atribuir às barras da estrutura 3D que se está a editar. Após seleccionar esta opção, devem-se seleccionar uma ou várias barras premindo com o botão esquerdo do rato uma barra, seleccionando uma ou várias barras mediante janelas de captura, ou combinando ambas as possibilidades de selecção de barras. Uma vez realizada a selecção desejada, se premir o botão direito do rato, o utilizador poderá seleccionar qual a planta a atribuir às barras seleccionadas ou as duas plantas no qual se encontra a barra.

    O utilizador pode ver a que planta foi atribuída cada barra, do mesmo modo que se faz com a atribuição automática.

Imagem CYPE v.2012.i

A opção Atribuir plantas só está disponível se no CYPECAD foi seleccionado a norma de sismo com análise estática:

  • Cálculo mediante coeficientes por planta
    Selecciona-se dentro do grupo de normas denominado Internacional.

Representação do centro de massas e centro de rigidez em cada planta com o cálculo sísmico estático

Se realizar um cálculo sísmico estático, CYPECAD representa no ecrã o centro de massas e o centro de rigidez. Para isso há que activar a referência Centro de massas e centro de rigidez (menu Grupos> Referências visíveis).

Melhorias nos desenhos Quadro de pilares e Pormenores de pilares

É possível configurar o tamanho dos textos e a espessura das linhas que se representam nos desenhos Quadro de pilares e Porm. pilares e paredes (menu Arquivo> Imprimir> Desenhos da obra> Acrescentar um desenho> seleccionar em Tipo de desenho o desenho Quadro de pilares ou Porm. pilares e paredes> seleccionar botão Canetas e textos).

No desenho Porm. pilares e paredes a escala horizontal (secção) e a escala vertical (alçado) podem ser diferentes. Além disso, no desenho Porm. pilares e paredes foram implementadas as opções Pormenor em cada pilar e Pormenor de pilares do desenho.

Imagem CYPE v.2012.i Imagem CYPE v.2012.i

Arquimedes e Controle de obra

Melhoria na exportação e importação de Contas e Grupos de compras no Controle de obra

Nas janelas que se abrem através das opções do menu Exportar contas ou Importar contas  (menu Controle de obra> Contas) é possível exportar ou importar, detalhando as contas de acordo com um ficheiro de contas. Esta opção é útil para exportar ou importar as contas de fornecedores, clientes, etc., de uma determinada zona geográfica.

Imagem CYPE v.2012.i Imagem CYPE v.2012.i

Na janela Grupos de compras  (menu Controle de obra> Gestão de compras> Grupos de compras) foram implementados os botões Exportar grupos de compras e Importar grupos de compras. Da mesma forma como sucede com a exportação e importação de contas, estas opções são úteis para exportar ou importar os grupos de compras para uma determinada zona geográfica.

Melhoria no processo de recepção de ofertas para a gestão de compras

Na janela de Recepção de ofertas (menu Controle de obra> Gestão de compras> Recepção de ofertas), foi implementado o botão Colar que copia o conteúdo da área de transferência do Windows para a tabela de recepção de ofertas do fornecedor seleccionado. Para que os dados da área de transferência do Windows sejam válidos para o Arquimedes, deve-se copiar anteriormente uma tabela do documento enviado pelo fornecedor. A referida tabela pode ser copiada de qualquer formato de ficheiro através do qual o fornecedor envie as suas ofertas (folha de cálculo, processador de textos, PDF, etc.). O procedimento a seguir é o seguinte:

Imagem CYPE v.2012.iImagem CYPE v.2012.i

  • Abrir o documento que foi recebido do fornecedor. A informação que o Arquimedes necessita deste documento são os preços que o fornecedor apresenta e o seu código.
  • Seleccionar neste documento a tabela ou parte da tabela que contém os preços que serão posteriormente colados no Arquimedes, de modo que a primeira coluna da tabela seleccionada contenha os códigos dos recursos e a última contenha o preço de cada recurso. Deste modo, o Arquimedes consegue identificar a que recurso corresponde cada preço. Só serão importados os preços dos recursos que sejam identificados pelo seu código.
    Também se pode seleccionar unicamente a coluna dos preços. Neste caso, deve assegurar-se que a ordem dos preços coincide com o conteúdo da lista.
  • Após copiar os dados, regressar ao Arquimedes e seguidamente premir o botão Colar para importar os preços recebidos.

Imagem CYPE v.2012.i

Melhoria na gestão de comparativos de compras

É melhorada a janela de Comparativos de compras  (menu Controle de obra> Gestão de compras> Comparativos de compras) de forma a apresentar os totais dos recursos selecionados por fornecedor e futuro contrato.

Imagem CYPE v.2012.i Imagem CYPE v.2012.i

Exportação para FIEBDC 3

Modificar códigos de recurso no ficheiro de exportação para FIEBDC 3

Na janela Exportar para o formato FIEBDC-3 (menu Arquivo> Exportar> Exportar para FIEBDC-3) foi adicionada a opção Alterar códigos de recursos no  ficheiro de exportação, que permite modificar os códigos dos recursos da base de dados gerada após a exportação. Esta opção é útil para os utilizadores que necessitem recodificar os capítulos e os artigos de forma a adaptá-los às exigências de apresentação de determinado projeto ou para as adaptar à codificação interna de uma determinada empresa.

Imagem CYPE v.2012.i

Redução dos caracteres dos códigos de recursos no ficheiro de exportação para FIEBDC 3

Desde versões anteriores é possível reduzir o número de caracteres dos códigos dos recursos de uma base de dados quando se exportam para o formato FIEBDC-3. Com esse objectivo foi implementada a opção Reduzir os códigos com mais de 13 caracteres (menu Arquivo> Exportar> Exportar para FIEBDC-3> aceitar a janela de Exportar para o formato FIEBDC-3> janela Exportação para FIEBDC-3> secção Compatibilidade com Presto).

A partir da versão 2012.i, a opção Reduzir os códigos com mais de 13 caracteres passa a ser configurável e permite seleccionar o número máximo de caracteres que os recursos a exportar podem ter. Deste modo, os recursos que superem o número de caracteres indicado serão reduzidos pelo Arquimedes no ficheiro resultante da exportação para FIEBDC-3 e poderão ser interpretados correctamente por outras aplicações que limitem o número de caracteres dos códigos dos recursos quando lêem o formato FIEBDC-3.

Instalações do edifício. Climatização

Exportação para EnergyPlus™

Melhora-se a exportação para o EnergyPlus™ e a sua utilização como motor de cálculo a partir do separador Climatização, para poder realizar simulações dinâmicas do comportamento térmico dos edifícios. Agora, é possível efectuar a análise das temperaturas dos compartimentos em flutuação livre se não possuem necessidades térmicas. Se existem as necessidades de aquecimento e arrefecimento dos compartimentos o dimensionamento mantem-se como até aqui. Portanto, os três tipos de compartimentos habitáveis analisam-se do seguinte modo:

  • Compartimentos habitáveis climatizados
    Calculam-se as necessidades de aquecimento e arrefecimento
  • Compartimentos habitáveis apenas aquecidos
    Calculam-se as necessidades de aquecimento
  • Compartimentos habitáveis sem climatização
    Não se calcula a necessidade térmica, mas a partir da versão 2012.i, calculam-se as horas em que se supera a temperatura máxima de conforto no verão e/ou a mínima de conforto no inverno (definidas pelo utilizador ao definir o compartimento).

A exportação para EnergyPlus™ realiza-se da mesma forma.

Emissores eléctricos e Sistemas de expansão directa (Splits) como equipamentos editáveis

Incrementa-se o número de equipamentos com descrição editável. A versão 2012.i incorpora os emissores eléctricos (disponíveis em Instalação> Caldeiras e emissores para aquecimento> Emissor eléctrico) e os Sistemas de expansão directa - Splits (disponíveis em Instalação> Sistemas de expansão directa). Deste modo, não só é possível utilizar equipamentos do Gerador de preços, como o projectista pode também definir os parâmetros de equipamentos de qualquer casa comercial.
Lista dos equipamentos editáveis pelo utilizador:

  • Desde a versão 2011.a
    • Unidade ar-água bomba de calor reversível, para instalação exterior
    • Unidade ar-água bomba de calor reversível, para instalação interior
    • Unidade ar-água de refrigeração, para instalação exterior
    • Unidade ar-água de refrigeração, para instalação interior
    • Unidade ar-água bomba de calor não reversível, para instalação exterior
    • Unidade ar-água bomba de calor não reversível, para instalação interior
    • Unidade compacta agua-ar-água bomba de calor de produção simultânea de água fria e de água quente, sistema de 4 tubos, para instalação exterior
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com distribuição por condutas
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com distribuição por embocaduras tubulares
    • Fan-coil de tecto, sistema de dois tubos, com descarga directa
    • Fan-coil de cassete, sistema de dois tubos
    • Fan-coil mural, sistema de dois tubos
    • Fan-coil vertical de solo, sistema de dois tubos
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com distribuição por condutas
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com distribuição por embocaduras tubulares
    • Fan-coil de tecto, sistema de quatro tubos, com descarga directa
    • Fan-coil de cassete, sistema de quatro tubos
    • Fan-coil vertical de piso, sistema de quatro tubos
    • Caldeira eléctrica para aquecimento
    • Caldeira eléctrica para aquecimento e AQS
    • Caldeira a gasóleo para aquecimento
    • Caldeira a gasóleo para aquecimento e AQS
    • Caldeira a gás para aquecimento
    • Caldeira a gás para aquecimento e AQS
    • Caldeira de biomassa
  • Desde a versão 2011.c
    • Rooftop só frio
    • Rooftop com bomba de calor
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a dois tubos, com bateria de água fria
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a dois tubos, com bateria de água quente
    • Climatizadora (UTA) de baixa silhueta, a quatro tubos, com bateria de água fria e bateria de água quente
    • Climatizadora (UTA) a quatro tubos, com bateria de água fria e bateria de água quente
    • Grupo térmico a gasóleo
    • Grupo térmico a gás
  • Desde a versão 2011.d
    • Radiadores
  • Desde a versão 2011.e
    • Colectores para aquecimento e arrefecimento por pavimento radiante
    • Sistema de aquecimento e arrefecimento por pavimento radiante
  • Desde a versão 2011.h
    • Recuperadores de calor estáticos ar-ar
    • Painéis de chapa de aço 
  • Desde a versão 2012.i
    • Emissores eléctricos
    • Sistemas de expansão directa (Splits)

Imagem CYPE v.2012.i

O número de parâmetros necessários para definir um equipamento é bastante elevado. Para evitar este problema o projectista pode introduzir um equipamento a partir do Gerador de preços, convertê-lo para genérico e modificar os seus parâmetros para o transformar no equipamento que deseja introduzir.

Portanto, o programa permite introduzir equipamentos na instalação das seguintes formas:

  • Procedente do Gerador de preços
  • Introdução manual de equipamentos genéricos
  • Exportação de parâmetros do Gerador de preços para definição de equipamentos genéricos

Todos estes equipamentos podem ser armazenados em bibliotecas para que possam ser utilizados em futuros projectos.

Melhoramentos em 2012.h (12 de janeiro 2012)

Actualiza à versão 2012.h

ÍNDICE

Muros de tensão plana (novo módulo de CYPECAD)

O módulo de CYPECAD Muros de tensão plana dimensiona muros de betão armado de reduzida espessura com um só plano de armaduras que se utilizam como muros portantes para suportar cargas verticais e são resistentes frente a esforços horizontais no plano do muro. Em alguns países são de utilização habitual: Colômbia, Equador, India ou Peru.

Em Muros de tensão plana dispõe de mais informações sobre este novo módulo de CYPECAD.

Memória gráfica de materiais (novo módulo de Arquimedes e Gerador de orçamentos)

Imagem CYPE v.2012.h

Com o módulo Memória gráfica de materiais o Arquimedes e os Geradores de orçamentos geram um documento que contém imagens de amostras de materiais que se utilizam no projecto, em conjunto com as suas descrições técnicas detalhadas. As imagens, fornecidas pelos próprios fabricantes, definem detalhadamente cores, texturas e acabamentos. Este documento oferece uma informação de grande utilidade quer para o Promotor, permitindo-lhe compreender o aspecto final das soluções construtivas adoptadas no projecto, e para o construtor, permitindo realizar mais facilmente a recepção dos materiais.

Em Memória gráfica de materiais é possível consultar mais informação relativamente a este módulo.

Sistema de zonas Airzone (novo módulo em Climatização de Instalações do edifício)

Imagem CYPE v.2012.h

O módulo Sistema de zonas Airzone está integrado no separador Climatização do programa Instalações do edifício. Este módulo está concebido para dimensionar e orçamentar a zonificação de instalações de climatização e aquecimento centralizadas.

Em Sistema de zonas Airzone dispõe de mais informações sobre este novo módulo de Climatização.

CYPECAD

  • Atribuição da fundação em muros

    Foi implementado a opção Atribuir fundação no diálogo Atribuir muros (menu Vigas/muros > Atribuir muros). Esta opção permite atribuir uma fundação a um muro já introduzido sem necessidade de editá-lo.

Gerador de preços e Gerador de preços de reabilitação

Gravação da localização e características da obra

O Gerador de preços grava automaticamente os valores dos parâmetros seguintes, mantendo-os assim da próxima vez que se inicia o Gerador de preços:

  • No ponto localização
    • Distrito seleccionado
  • No subponto Localização> Município
    • Município seleccionado
  • No ponto Preços compostos (características do edifício)
    • Superfície total construída
    • Superfície do piso tipo
    • Número de pisos acima da rasante
    • Número de pisos abaixo da rasante
    • Acessibilidade
    • Topografia
    • Mercado
    • Tipo de edificação
    • Localização
    • Geometria da planta
    • Distancia a aterro ou operador de resíduos
  • Subponto Caderno de encargos> Condições administrativas
    • Tipo de projecto

Novos artigos

Novos artigos do Gerador de preços

  • NIG (Isolamentos e impermeabilizações /Impermeabilizações/Coberturas, galerias e varandas) 
    • NIG224: Sistema Masterseal 640 "BASF Construction Chemical", para impermeabilização de coberturas.

Novos artigos do Gerador de preços de reabilitação

  • 0XA (Trabalhos prévios/Andaimes e equipamento de elevação /Andaimes)
    • 0XA110: Aluguer de andaime tubular de fachada "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA111: Aluguer de andaime tubular de volume "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA112: Aluguer de estrutura de protecção de passagem pedonal "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA113: Aluguer de torre de trabalho móvel "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA120: Transporte e remoção de andaime tubular de fachada "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA121: Transporte e remoção de andaime tubular de volume "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA122: Transporte e remoção de estrutura de protecção para passagem pedonal "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA123: Transporte e remoção de torre de trabalho móvel "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA130: Montagem e desmontagem de andaime tubular de fachada "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA131: Montagem e desmontagem de andaime tubular de volume "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA132: Montagem e desmontagem de protecção para passagem pedonal "ATES", para obras de reabilitação.
    • 0XA133: Montagem e desmontagem de torre de trabalho móvel "ATES", para obras de reabilitação.
  • DIA (Demolições/Instalações/Audiovisuais)
    • DIA050: Desmontagem de coluna.
    • DIA060: Desmontagem de central de sistema de som.
    • DIA070: Desmontagem de central telefónica.
    • DIA080: Desmontagem de armário rack.

Novos artigos comuns aos dois Geradores de preços

  • ADL (Acondicionamento do terreno/Movimento de terras/Desmatação e decapagem)
    • ADL015: Corte de árvore. 
  • AHB (Acondicionamento do terreno/Bombagens/Bombas submergíveis)
    • AHB110: Instalação de sistema de bombagem de águas, em micropoço de bombagem.
    • AHB120: Aluguer de bomba submergível para micropoço. 
  • AHP (Acondicionamento do terreno/Bombagens /Poços de bombagem)
    • AHP105: Transporte e remoção de equipamento de perfuração para micropoços de bombagem.
    • AHP106: Colocação e preparação de equipamento de perfuração para micropoços de bombagem. 
  • AHW (Acondicionamento do terreno/Bombagens /Sistema Wellpoint)
    • AHW010: Transporte e remoção de equipamento para sistema Wellpoint.
    • AHW020: Instalação de equipamento de sistema Wellpoint.
    • AHW030: Aluguer de equipamento de sistema Wellpoint. 
  • ICH (Instalações/Aquecimento, climatização e A.Q.S./Fogões de sala, recuperadores de calor, fogões e salamandras)
    • ICH030: Salamandra a pellets.
    • ICH040: Salamandra a lenha.
    • ICH050: Fogão a lenha.
    • ICH060: Recuperador tipo cassete a lenha. 
  • ICK (Instalações /Aquecimento, climatização e A.Q.S./Unidades centrais de climatização a gás)
    • ICK010: Unidade autónoma ar-ar compacta de cobertura (rooftop) com permutador de calor a gás.
    • ICK020: Gerador de ar quente com permutador de calor a gás, mural.
    • ICK030: Gerador de ar quente com permutador de calor a gás, de solo. 
  • ICV (Instalações /Aquecimento, climatização e A.Q.S./Unidades centrais de climatização)
    • ICV210: Unidade água-água bomba de calor reversível geotérmica. 
  • QAD (Coberturas/Planas/Não acessíveis, não ventiladas)
    • QAD012: Cobertura plana não acessível, não ventilada, auto-protegida, impermeabilização através de lâminas de PVC. 
  • RTP (Revestimentos/Tectos falsos/Pré-fabricados de escaiola) 
    • RTP010: Moldura de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP011: Ângulo de escaiola para moldura, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP020: Escócia lisa de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP030: Escócia decorada de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP035: Sanca em degrau múltiplo de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP036: Ângulo de escaiola para sanca em degrau múltiplo, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP040: Sanca de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP050: Peça de escaiola para luz indirecta, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP051: Ângulo de escaiola de luz indirecta, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP060: Friso de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP090: Cortina de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP100: Candeia de escaiola, para decoração perimetral de tecto.
    • RTP200: Florão de escaiola, para decoração de tecto ou parede.
    • RTP210: Motivo de escaiola, para decoração de tecto ou parede.
    • RTP220: Roseta de escaiola, para decoração de tecto ou parede.
    • RTP230: Moldura de escaiola, para decoração de tecto ou parede.
    • RTP231: Esquadra de escaiola para moldura, para decoração de tecto ou parede.
    • RTP232: Aro de escaiola para combinar com moldura, para decoração de tecto ou parede.
    • RTP240: Estante de escaiola.
    • RTP245: Complemento para estante de escaiola.
    • RTP250: Aplique de escaiola.
    • RTP260: Arco de escaiola.
    • RTP270: Pilastra de escaiola.
    • RTP280: Consola de escaiola.
    • RTP290: Cúpula de escaiola.
    • RTP300: Mísula de escaiola.
    • RTP310: Coluna de escaiola.
    • RTP320: Coluna mesa de escaiola.
    • RTP330: Chaminé de escaiola.
    • RTP340: Nicho de escaiola.
    • RTP350: Escudo de escaiola.
    • RTP360: Figura de escaiola. 
  • SVB (Sinalização e equipamento/Vestiários/Bancos)
    • SVB010: Banco de madeira para vestiário.
    • SVB020: Banco de painel fenólico HPL para vestiário. 
  • SVT (Sinalização e equipamento/Vestiários/Cacifos)
    • SVT010: Cacifo de painel aglomerado.
    • SVT020: Cacifo de painel fenólico HPL. 
  • UPI (Infra-estruturas no logradouro/Piscinas/Iluminação) 
    • UPI010: Quadro eléctrico para iluminação de piscina.
    • UPI011: Painel de controlo para iluminação de piscina.
    • UPI020: Projector subaquático para piscina de tanque de betão.
    • UPI021: Projector subaquático para piscina pré-fabricada. 
  • UXA (Infra-estruturas no logradouro/Pavimentos exteriores/Paralelepípedos)
    • UXA030: Pavimento em paralelepípedos de pedra natural. 
  • YCL (Segurança e saúde/Sistemas de protecção colectiva/Linhas e dispositivos de ancoragem)
    • YCL110: Linha de ancoragem horizontal permanente, de cabo de aço, sem amortecedor de quedas.
    • YCL120: Linha de ancoragem horizontal permanente, de cabo de aço, com amortecedor de quedas.
    • YCL150: Linha de ancoragem horizontal temporal, de fita de poliéster.
    • YCL160: Linha de ancoragem horizontal temporal, de cabo de aço, com amortecedor de quedas.
    • YCL210: Dispositivo de ancoragem encastrado na estrutura de betão armado.
    • YCL220: Dispositivo de ancoragem fixado mecanicamente à estrutura de betão armado.

Modificação de artigos

  • YIC (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual/Para a cabeça) 
    • YIC010: Capacete. 
  • YID (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual /Contra quedas em altura) 
    • YID010: Sistema anti-quedas.
    • YID020: Sistema de fixação e retenção. 
  • YIJ (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual /Para os olhos e cara) 
    • YIJ010: Protector ocular. 
  • YIM (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual /Para as mãos e braços) 
    • YIM010: Par de luvas.
    • YIM020: Par de manoplas.
    • YIM030: Par de manguitos para soldador. 
  • YIO (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual /Para os ouvidos) 
    • YIO010: Protectores auriculares.
    • YIO020: Jogo de tampões. 
  • YIP (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual /Para pés e pernas) 
    • YIP010: Calçado de segurança, protecção e trabalho. 
  • YIU (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual /Para o corpo (vestuário de protecção)) 
    • YIU010: Roupa de protecção para trabalhos de soldagem ou expostos ao calor ou às chamas.
    • YIU020: Vestuário de protecção para trabalhos expostos ao frio ou à chuva.
    • YIU030: Vestuário de protecção de grande visibilidade.
    • YIU031: Vestuário de protecção para trabalhos em instalações de baixa tensão. 
  • YIV (Segurança e saúde/Equipamentos de protecção individual /Para as vias respiratórios)
    • YIV010: Equipamento de protecção respiratória (EPR), filtrante não assistido.
    • YIV020: Máscara auto-filtrante. 

 

Actualização de produtos e preços de fabricantes

Foram actualizados os produtos e preços dos fabricantes seguintes:

  • AIRZONE
  • BASF
  • BUDERUS
  • HERZ
  • ISOVER
  • PLACO
  • ROCKFON
  • SAUNIER DUVAL

Novos fabricantes

Foram adicionados os fabricantes seguintes:

  • ARCE: Salamandras a pellets e lenha, fogões e recuperadores.
  • EL ALTERÓN: Pré-fabricados de escaiola.
  • TECNOCLIMA: Aquecimento e climatização.

Melhoramentos em 2012.g (20 de dezembro 2011)

Actualiza à versão 2012.g

ÍNDICE

CYPECAD e Novo Metal 3D. Ligações

Novos tipos de ligações

Ligações pilar-viga com viga contínua no nó

Imagem CYPE v.2012.g Imagem CYPE v.2012.g

Implementaram-se novas tipologias de ligações pilar-viga nos módulos Ligações I, Ligações II, Ligações III e Ligações IV, em que a viga é a peça contínua no nó e o pilar é a peça interrompida.

 

  • · Para Ligações I, Ligações II, Ligações III e Ligações IV

    • Pilar inferior com viga contínua
    • Pilar superior com viga contínua
      Imagem CYPE v.2012.g Imagem CYPE v.2012.g


  • Para Ligações  III e Ligações IV  (incluindo as tipologias anteriores)

    • Pilar inferior e pilar superior com viga contínua



Para que sejam dimensionáveis, os novos tipos de ligações de viga contínua deverão ter as seguintes características:

  • Almas coplanares
    Os pilares e a viga devem ter almas coplanares.

  • Sem barras perpendiculares
    Não se permitem peças conectadas ao nó perpendicularmente ao plano definido pelos pilares e a viga.

  • Pendente da viga 
    A viga pode ter pendente.

  • Encastramento dos pilares à viga 
    Nos módulos Ligações II e Ligações IV (aparafusadas), os pilares devem estar encastrados à viga, sendo que para os módulos Ligações I e Ligações III (soldadas), os pilares podem estar encastrados ou articulados à viga.

  • Largura dos banzos de uma viga com pilares encastrados

    • Em nós extremos de pórticos
      Para pilares encastrados, situados em nós extremos de pórticos, a largura do banzo da viga deve ser maior que a largura do banzo do pilar.

    • Em nós intermédios de pórticos 
      Para pilares encastrados, situados em nós intermédios de pórticos (com viga contínua no nó), a largura do banzo da viga deve ser maior ou igual à largura do banzo do pilar.

Imagem CYPE v.2012.g Imagem CYPE v.2012.g Imagem CYPE v.2012.g Imagem CYPE v.2012.g

Empalmes mediante cobrejuntas aparafusadas

Implementaram-se as ligações empalmes de duas peças mediante cobrejuntas aparafusadas nos módulos Ligações II e Ligações IV (aparafusadas).

Para que sejam dimensionáveis, os novos tipos de ligações empalmes mediante cobrejuntas aparafusadas deverão ter as seguintes características:

 

Imagem CYPE v.2012.g

 

 

 

Imagem CYPE v.2012.g

 

 

 

 

Imagem CYPE v.2012.g

  • Almas coplanares e eixos paralelos
    Ambas as peças devem ter as almas coplanares e eixos paralelos.

  • Altura das peças e forras         
    Não é necessário que as duas peças tenham a mesma altura nem que os eixos sejam coincidentes. O programa utiliza forras se forem necessárias, sempre e quando a espessura necessária para a forra seja maior ou igual que 2 mm. Caso contrário, deixa a abertura.

  • Empalmes de pilares
    O programa tenta dimensionar os empalmes entre pilares mediante cobrejuntas. Se não for possível, tenta dimensionar mediante empalme com chapas frontais (se forem de igual perfil).

  • Empalmes de peças não verticais
    A sequência do dimensionamento é inversa à dos pilares. O programa tenta dimensionar o empalme das duas peças com chapas frontais (se forem de igual perfil). Se não for possível, tenta dimensionar o empalme mediante cobrejuntas.

  • Dimensionamento das cobrejuntas
    As cobrejuntas de alma dimensionam-se para resistir ao esforço transverso perpendicular ao eixo das peças, enquanto que as cobrejuntas dos banzos dimensionam-se para resistir aos cinco esforços restantes.

  • Disposição das cobrejuntas 

    • Peças com a mesma altura interior 
      Inicialmente, o programa dispõe apenas cobrejuntas interiores nos banzos. Se não cumpre, adicionam-se cobrejuntas exteriores.

    • Peças com diferente altura interior
      Inicialmente, o programa dispõe uma cobrejunta exterior. Se não cumpre, adicionam-se cobrejuntas interiores.

  • Rigidez das ligações
    Os empalmes de peças dimensionadas mediante cobrejuntas aparafusadas consideram-se rígidos, pelo que não se requer a definição da rigidez rotacional dos extremos de ambas as peças.

Imagem CYPE v.2012.g

Arquimedes e Geradores de orçamentos. Pormenores construtivos. Exportação para DXF e DWG

Na versão 2012.f surgiu o programa Pormenores construtivos que permite exportar os pormenores do Gerador de preços para o formato DXF e DWG.

Na versão 2012.g os programas Arquimedes e Gerador de orçamentos permitem também a exportação para os formatos DXF e DWG:

  • Arquimedes:
    Menu Arquivo> Exportar> Exportar lista de pormenores construtivos
  • Geradores de orçamentos
    Secção Exportação de pormenores construtivos

Imagem CYPE v.2012.g Imagem CYPE v.2012.g

Arquimedes

Acrescentar um unitário à composição de recursos de um banco de preços

Imagem CYPE v.2012.g

Foi implementada a opção Acrescentar um unitário à composição de recursos para um banco de preços (janela Lista de recursos> menu Mostrar> Lista de recursos). Esta opção já estava disponível em versões anteriores para orçamentos.

Num banco de preços esta opção abre a janela Acrescentar um unitário à composição de recursos, na qual o utilizador selecciona os tipos de recursos compostos (artigos com composição ou simples) aos quais deseja adicionar um unitário seleccionado na mesma janela. Este unitário só será incluído na composição dos recursos presentes na janela Lista de recursos que sejam do tipo ou tipos seleccionados.

 

Conexão com Allplan® 2012 (32-bits)

O Arquimedes foi actualizado para a versão 2012 (32-bit) do Allplan®.

Conexão com ArchiCAD® 15 (32-bits)

O Arquimedes foi actualizado para a versão ArchiCAD® 15 (32-bit).

Melhoramentos em 2012.f (21 de novembro 2011)

Actualiza à versão 2012.f

ÍNDICE

Consolidação de orçamentos (Novo módulo de Arquimedes)

Imagem CYPE v.2012.f

A versão 2012.f incorpora o novo módulo do Arquimedes Consolidação de orçamentos.

Com este módulo o Arquimedes permite incluir num orçamento base (vazio ou não) vários orçamentos existentes e manter a vinculação entre os artigos incorporados e os seus orçamentos originais, de modo a que no orçamento base se possam actualizar as alterações que se realizem nos orçamentos originais.

O módulo de Consolidação de orçamentos é uma ferramenta especialmente útil para gerir dois modos de elaboração de orçamentos:

  • Unir orçamentos parciais gerados por outros programas CYPE
  • Unir orçamentos parciais realizados por vários colaboradores

Imagem CYPE v.2012.f

CYPECAD

Foram incluídas melhorias para a geração do desenho Quadro de pilares que se obtém quando se calcula com a norma Eurocódigo 2 que permite obter Listagem detalhada de verificações de estados limite últimos. Estas melhorias especificam-se seguidamente.

Novas opções de configuração do desenho Quadro de pilares

Foram implementadas as seguintes opções que aumentam as possibilidades de configuração do desenho do quadro de pilares:

  • Rotular comprimento estribos
  • Pormenor de estribos
  • Rotular o número de estribos

Melhorias na organização das layers do desenho Quadro de pilares

Imagem CYPE v.2012.f

Foi melhorada a organização das layers de desenho utlizadas na representação do desenho Quadro de pilares:

  • As armaduras longitudinais e as armaduras transversais pertencem a layers diferentes.
  • Os elementos das armaduras longitudinais e os elementos das armaduras transversais pertencem a layers diferentes.
  • Os textos e linhas do quadro de pilares e os textos e linhas da tabela que contém os dados da armadura pertencem a layers diferentes.
  • As secções dos pilares de betão e as dos pilares metálicos pertencem a layers diferentes.
  • Os textos das cotas das secções transversais dos pilares e as linhas destas cotas pertencem a layers diferentes.

Pormenores construtivos

Imagem CYPE v.2012.f Imagem CYPE v.2012.f

O programa Pormenores construtivos permite ao utilizador seleccionar pormenores dos artigos do Gerador de preços.

O conjunto de pormenores seleccionados pode ser impresso ou exportado para o formato DXF ou DWG, sem a necessidade de utilizar outros programas como o Arquimedes, os Geradores de orçamentos ou os Geradores de preços. Deste modo, o utilizador pode adicionar ao seu projecto, e num único documento, os pormenores seleccionados sem necessidade de possuir um orçamento detalhado bastando apenas possuir na licença os módulos de pormenores construtivos necessários.

O programa Pormenores construtivos passou a ter um atalho no menu geral e já inclui o Gerador de preços.

Geradores de preços

Pormenores construtivos

Imagem CYPE v.2012.f

Os Geradores de preços incluem agora no seu menu lateral o novo ponto Pormenores construtivos. Neste ponto estão incluídos apenas os artigos que possuem pormenores construtivos. Estes artigos apresentam os mesmos parâmetros que no ponto Preços compostos mas possibilitam, neste caso, a consulta do pormenor construtivo de acordo com os parâmetros seleccionados. Deste modo, é mais fácil localizar artigos que dispõem de pormenores construtivos.

No ponto Preços compostos continua-se a poder consultar os pormenores construtivos da mesma forma que era possível na versão anterior. 

Em qualquer um dos pontos indicados (Pormenores construtivos ou Preços compostos) é possível imprimir ou exportar o pormenor construtivo que aparece no ecrã.

Arquimedes e Controle de obra

Decimais na janela Percentagens

Imagem CYPE v.2012.f

Foi aumentado para 5 o número de decimais que aparecem na janela Percentagens (menu Mostrar> Configuração> Percentagens).

Criar um novo orçamento a partir de um comparativo

Foi implementada a função Criar novo orçamento desde comparativo (menu Processos> Orçamentos comparativos) que permite criar um novo orçamento a partir da informação contida num dos orçamentos comparativos da obra.

Novas marcas nas células de medição dos artigos

Foram adicionadas novas marcas à célula que contém a medição. Estas marcas estão presentes nos seguintes casos:

  • Se a tabela de medição possui alguma medição sobre ficheiros DXF-DWG é adicionado um pequeno círculo verde à esquerda da célula;
  • Se pelo menos uma subtabela de medição estiver vinculada a outro orçamento é adicionado um pequeno triângulo vermelho escuro no canto inferior esquerdo a célula.

Imagem CYPE v.2012.f

Novos ícones para capítulos e artigos

Foram criados novos ícones para diferenciar capítulos e artigos com as seguintes características:

  • Capítulos que possuem códigos repetidos;
  • Artigos que também se utilizam como preços auxiliares.

Nova listagem

Foi criada a nova listagem Resíduos de construção e demolição (do tipo Resíduos).

Instalações do edifício. Incêndio. Simulação dinâmica de incêndios

Cálculo com multiprocessador

O módulo de simulação de dinâmica de incêndios funciona agora com módulo de cálculo com multiprocessadores (Cálculo paralelo com 2 processadores e Mais 2 processadores), aproveitando a capacidade de divisão do trabalho de cálculo da simulação em distintas malhas do modelo FDS para processamento em paralelo, aproveitando os modernos CPU´s de vários núcleos, e por conseguinte uma redução no tempo de cálculo das simulações dinâmicas de incêndio.

Cálculo e visualização de resultados com motor de 64 bits

Em máquinas com sistema operativo de 64 bits, tanto o motor de cálculo FDS como o visualizador de resultados Smokeview funcionam em processadores 64 bits, sendo possível realizar simulações complexas com um elevado número de células, quer por tamanho de área de construção de simulação, quer pela redução do tamanho da célula unitária. Com isto, eliminam-se as restrições de memória RAM impostas aos processos de 32 bits (de 2 GB por processo).

Em máquinas de 32 bits, onde modelos de simulação com mais de 2 milhões de células dão problemas de memória, o programa avisa deste facto ao construir esse modelo, o que permite ao utilizador corrigir o tamanho da zona a simular, ou aumentar o tamanho da célula unitária para gerar uma malha com um menor número de células.

Em todo o caso, para abordar simulações complexas, por tamanho ou nível de detalhe, ou com sistemas automáticos de extinção, recomenda-se sempre a utilização de sistemas 64 bits, e se possível associados a CPU´s multinúcleo e quantidades de memoria RAM superiores a 4 GB.

Pós-processamento e geração de resultados

O módulo de Simulação dinâmica de incêndios de Instalações do edifício utiliza como motor de cálculo o modelo computacional de dinâmica de fluidos denominado FDS (Fire Dynamics Simulator) desenvolvido pelo NIST (National Institute of Standards and Technology, USA). Este programa (FDS) gera no seu processo de cálculo uma ampla informação (em bruto) sobre a simulação de incêndio realizada. A análise desta informação é altamente complexa e trabalhosa, e requer uma grande experiência por parte do utilizador para expressá-la em modo útil. Na versão 2012.f, o módulo de Simulação dinâmica de incêndios dispõe de uma ferramenta que permite pós-processar e gerar os resultados da simulação realizada pelo motor FDS.

Esta ferramenta pode activar-se mediante o novo comando Mostrar os resultados da simulação do menu FDS. Após a sua activação em obras com hipóteses de incêndio totalmente calculadas ou pausadas num determinado tempo, aparecem pontos de controlo na vista em planta do edifício. Dependendo do ponto de controlo onde o utilizador posicione o cursor, aparece no ecrã a seguinte informação:

  • Activação de detectores de fumo e calor
  • Activação de sprinklers

Premindo com o botão esquerdo do rato num destes pontos de controlo, são geradas listagens expressas através de gráficos da evolução temporal da simulação de:

  • Temperatura nos sprinklers ou detectores de calor
  • Grau de escurecimento nos detectores de fumo

Imagem CYPE v.2012.f Imagem CYPE v.2012.f Imagem CYPE v.2012.f

Imagem CYPE v.2012.f

Novos controlos de magnitudes no Smokeview

Foram acrescentadas novas funcionalidades de controlo e inspecção no visualizador de resultados SmokeView.
Aos planos de distribuição de temperaturas a uma altura de 1.5 m em relação ao pavimento de cada planta acrescentaram-se planos de controlo de velocidade do ar e planos de grau de visibilidade em m, dispostos também em cada a uma altura de 1.5 m.

Instalações do edifício. Incêndio. Cálculo hidráulico

Imagem CYPE v.2012.f

Nos cálculos hidráulicos das redes de incêndio equipadas com bocas de incêndio e sprinklers, é possível a partir da versão 2012.f assumir para as bocas de incêndio um caudal fixo independentemente da pressão de entrada calculada (1.5 l/s e 4 l/s para BIA´s de 25 mm e 45 mm, respectivamente) ou processar o caudal de cada elemento em função da pressão de entrada, segundo a relação Q=K·√P que define o seu comportamento hidráulico, segundo as normas NP EN 671 partes 1 e 2, de igual forma se calculam as redes de sprinklers segundo a EN 12845.

O cálculo com caudais fixos e independentes da pressão de entrada supõe uma simplificação do comportamento hidráulico da rede de pressão, útil quando se pretende calcular a dita rede com pressões de entrada menores que as necessárias para a obtenção de pressões dinâmicas impostas pelos artigos 167º e 171º da Portaria n.º 1532/2008 (Regulamento Técnico de Segurança Contra Incêndio em Edifícios). 

Instalações do edifício. Electricidade

Atribuição de cargas a circuitos independentes

Imagem CYPE v.2012.f

Foi incluído a possibilidade de seleccionar cargas da mesma natureza para agrupá-las num circuito independente. Para isso foi implementado o menu Circuitos com três novas opções: EditarAtribuir e Eliminar atribuição.

Desde versões anteriores, existem dois procedimentos para atribuir as cargas aos circuitos:

  • Procedimento automático
    O utilizador dispõe as cargas eléctricas soltas (sem nenhuma canalização que as una) e é o programa que cria os circuitos dependendo da atribuição de compartimentos às diferentes unidades de utilização que também foi definido pelo utilizador (menu Unidades de utilização).
  • Procedimento dirigido
    O utilizador conecta as cargas que inseriu mediante canalizações e as une a quadros ou subquadros. O programa gera os circuitos eléctricos dependendo da anterior distribuição e respeitando a natureza das cargas.

Independentemente do procedimento seguido para atribuir as cargas a circuitos, as novas opções do menu Circuitos permitem:

  • Editar 
    Definir os nomes e referências de novos circuitos
  • Atribuir 
    Seleccionar cargas da mesma natureza para que o programa as inclua num circuito independente.
  • Eliminar atribuição 
    Desconectar as cargas seleccionadas do circuito criado com as opções Editar e Atribuir.

Se a canalização das cargas é por caminho de cabos (perfurado, liso ou calha) o novo circuito gerado e o circuito a que antes pertenciam as cargas seleccionadas compartem a mesma canalização. Se a canalização é por tubo, cada circuito terá a sua própria canalização.

Se o utilizador selecciona cargas de diferente natureza para atribuí-las ao mesmo circuito, o programa não as agrupa, mas cria dois ou mais circuitos independentes (segundo o número de naturezas diferentes seleccionadas) para incluir cada tipo de cargas no circuito correspondente.

Instalações do edifício

Exportação para IFC

A partir desta versão, a exportação para IFC que realiza o programa Instalações do edifício utiliza a técnica por extrusão para definir os elementos exportados, em vez da técnica de definição por faces. Deste modo, as aplicações CAD/BIM (Allplan®, Archicad®, Revit® Architecture, etc.) interpretam melhor os elementos exportados.

Versões anteriores à 2012

Ficheiros Técnicos

Ficheiro
Descrição
Path
driver_pastilha_usb_safenet.zip Driver da pastilha USB Safenet  
sentinel_hasp_run-time_setup.zip Driver da pastilha USB Hardlock ---
Set.zip Ficheiro BAT para colocar instrução no Autoexec.bat ---

Nota: Disponibilizam-se estes Ficheiros Técnicos para a resolução de problemas de instalação, só deve ser feito o seu download mediante indicação dos nossos técnicos da assistência.

Inicio Volver al inicio

CYPE em Portugal · Top - Informática, Lda.
Rua Comendador Santos da Cunha, 304, Ap. 2330 4701-904 Braga- Tel. 253 209 430 - Fax 253 209 439
Av. 5 de Outubro, 72 – 8º C - 1050 – 059 Lisboa - Tel. 21 782 68 10 - Fax 21 782 68 19
Home | Top-Informática | CYPE Ingenieros | Novidades | Produtos | Serviços |
Aviso Legal | Contacte | Sugestões | Subscrição | Noticias | Mapa Web
CYPE Ingenieros, S.A.